Australiano afirma que, enquanto estiver competitivo, não quer parar de correr

Com a saída de Michael Schumacher e Pedro de la Rosa da Fórmula 1 , Mark Webber passou a ser o piloto mais velho do grid, com 36 anos. Porém, o australiano já afirmou que não está pensando em parar de correr.

Leia também:  De Hunt a Raikkonen, relembre pilotos excêntricos da F1

“Não estou no começo da carreira, eu sei disso. Eu estou mais próximo do final dela. Meu objetivo é fazer uma boa campanha. Eu lutei pelos campeonatos e tive algumas memórias boas e especiais ao passar dos últimos anos. Você precisa ser honesto consigo mesmo e dizer: ‘olha, cara, agora é a hora certa’, e eu não acho que agora seja a hora certa”.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

O piloto da Red Bull ressaltou também que, para o próximo ano, tudo o que ele fará é manter um bom desempenho. “Se eu for batido [por Vettel] em 20 sessões de classificação, sim, é óbvio que o alarme vai tocar. Até que isso aconteça, quando você sente que não está conseguindo tirar o máximo de si, que está escorregando, você tem que continuar pressionando. É tudo o que podemos fazer no próximo ano”, terminou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.