Autosport afirma que entidade avalia que manobra no GP do Brasil aconteceu com bandeira verde sinalizada, o que não resultaria em punição ao alemão

A ultrapassagem de Sebastian Vettel em Jean-Éric Vergne no Grande Prêmio do Brasil continua rendendo polêmicas. Nesta quinta-feira (29), o site da revista britânica Autosport publicou que a FIA (Federação Internacional de Automobilismo) considera que a manobra foi legítima.

Leia também: Ferrari pede esclarecimento da FIA sobre ultrapassagem de Vettel

O alemão da Red Bull caiu para a última posição logo no início da prova, após ser tocado por Bruno Senna, e começou sua corrida de recuperação. Durante a volta 4, Vettel ultrapassou Vergne, mas a Ferrari acredita que o movimento pode ter acontecido em bandeira amarela, o que é proibido.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros leitores

De acordo com o Autosport, fontes da FIA explicaram que o trecho com bandeira amarela foi sinalizado antes da curva 3 e terminava 150 metros antes da curva 4, onde havia outro painel, com luz verde. A manobra, porém, aconteceu entre os dois painéis, onde havia um fiscal com uma bandeira verde acenada. De acordo com o regulamento, se a bandeira verde é exibida antes da luz, a primeira sinalização verde prevalece, o que absolveria Vettel.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

A Ferrari, porém, confirmou também na manhã desta quinta-feira que pediu à FIA um esclarecimento sobre a manobra. Caso fique comprovado que a manobra foi irregular, Vettel perderia 20 segundos em seu tempo de prova e cairia para a oitava posição, o que daria o título a Fernando Alonso.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.