Alemão supera último grande recorde do brasileiro Ayrton Senna, que foi tricampeão aos 31 anos de idade

Com o resultado obtido neste domingo (25), em Interlagos, Sebastian Vettel tornou-se o piloto mais jovem a ser tricampeão mundial de Fórmula 1. Com isso, o alemão derruba o último grande título que ainda pertencia ao tricampeão Ayrton Senna.

Leia também: Vettel é tricampeão em corrida emocionante em Interlagos

Vettel torna-se tricampeão aos 25 anos, quatro meses e 18 dias. O ídolo brasileiro venceu seu terceiro título mundial aos 31 anos e 227 dias, no dia 20 de outubro de 1991, em Suzuka, no Japão. Uma diferença impressionante de seis anos. Na F1 atual, na qual os pilotos chegam cada vez mais jovens à categoria, era uma questão de tempo para Senna perder o recorde.

Vettel tem vários anos pela frente e pode bater ainda muitos recordes. O alemão tem sete temporadas para superar o recorde de Michael Schumacher e se tornar o mais jovem tetracampeão do mundo. Schumacher tinha 32 anos na ocasião de seu quarto título.

Deixe seu recado e comente esta notícia com outros leitores

O recorde que até este domingo pertencia a Senna por pouco não ficou com Schumacher, em 2000. Naquele ano, o alemão era apenas 80 dias mais velho que Senna quando venceu seu terceiro campeonato mundial.

Vale lembrar que Senna ainda é dono de alguns recordes menos marcantes, mas difíceis de serem batidos. O piloto é, por exemplo, o maior vencedor no tradicional circuito de Mônaco, com seis conquistas. Além disso, tem o maior número de poles consecutivas: o brasileiro largou oito vezes em sequência do primeiro lugar, entre as temporadas de 1988 e 1989.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.