Vettel é tricampeão em corrida emocionante em Interlagos

Alemão roda no início, se recupera de erro de estratégia da Red Bull e chega em sexto para se tornar o piloto mais jovem da história com três títulos da Fórmula 1

iG São Paulo | - Atualizada às

Épica. Assim pode ser descrita a prova deste domingo (25) em Interlagos, que valeu o tricampeonato para Sebastian Vettel. O alemão da Red Bull conquistou o título com a sexta colocação, já que Fernando Alonso ficou em segundo. Mas, durante toda a corrida, diversos cenários se apresentaram.

Leia também: Novo prefeito de SP revela conversa com Ecclestone e diz que deseja manter F1

Logo na largada, Vettel sofreu um toque de Bruno Senna e rodou , o que fez com que ele caísse para a última posição. Depois, na metade do GP, a Red Bull errou a estratégia e obrigou o alemão a parar duas vezes nos boxes logo na sequência. Na segunda, para colocar pneus para chuva.

Nada disso, no entanto, impediu Vettel de se tornar o tricampeão mais jovem da história da Fórmula 1. O alemão se manteve nas posições intermediárias até o fim, foi cauteloso nos momentos mais arriscados e garantiu o título, igualando Juan Manuel Fangio e Michael Schumacher como os únicos com três títulos consecutivos. O heptacampeão, em sua despedida da categoria, ficou na sétima posição.

Lá na frente, Jenson Button venceu, com Fernando Alonso em segundo e Felipe Massa, em terceiro. Mark Webber e Nico Hulkenberg completaram o Top-5.

Largada confusa complica Vettel

Assim que as luzes vermelhas se apagaram, toda a expectativa de emoção para o GP do Brasil começou a ser confirmada. Os pilotos da Ferrari largaram bem: Alonso pulou da sétima para a terceira posição e Massa chegou a aparecer em segundo, mas perdeu alguns lugares e caiu para quarto.

Vettel, por sua vez, foi tocado por Bruno Senna, rodou e caiu para a última colocação. Pelo rádio, a equipe avisou que o carro do alemão estava com problemas, mas que não poderiam ser solucionados nos boxes. Era o começo da tensão.

Senna não conseguiu voltar para a pista e abandonou a prova, junto com Sergio Pérez. Neste momento, a prova estava sem chuva.

Deixe seu recado e comente esta notícia com outros leitores

Chuva aparece e muda cenário da corrida

Com cerca de 10 voltas de corrida, a chuva começou a se intensificar em Interlagos e a maior parte dos pilotos parou para colocar pneus intermediários. Quem manteve os compostos de pista seca foram Button e Hulkenberg, que, durante as voltas seguintes, brigaram pela primeira posição da prova.

E os pilotos da McLaren e da Force India se deram bem, já que logo depois a chuva parou e eles puderam continuar no pelotão da frente, com mais de 40 segundos de vantagem para os demais. A diferença, no entanto, foi pulverizada na 23ª volta, quando o Safety Car foi chamado para a pista por conta da grande quantidade de pedaços de carros no traçado. Hulkenberg e Button pararam nos boxes neste momento, mas voltaram nas primeiras posições, com Hamilton, Alonso e Vettel logo atrás. 

O carro de segurança voltou para os boxes na volta 29. Na relargada, Hulkenberg manteve a ponta, com Button, Hamilton e Alonso atrás. Vettel se complicou mais uma vez na saída e caiu sexto, perdendo posição para Kamui Kobayashi.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

Metade final da corrida começa com Vettel precavido

Nas voltas após a saída do Safety Car, Hulkenberg manteve o bom desempenho e continuou na primeira colocação. Hamilton ultrapassou Button e assumiu o segundo posto. Na briga pelo título, Vettel perdeu a posição para Massa e caiu para sétimo. Alonso teve uma boa briga com Kobayashi e conseguiu manter a quarta colocação.

O alemão da Red Bull , no entanto, estava satisfeito com a posição que lhe dava o título e mostrou cautela para atacar o japonês da Sauber. Sua situação mudou apenas na volta 53, quando parou nos boxes e colocou pneus médios para seco e voltou em 10º.

Hulkenberg e Hamilton batem no "S do Senna" e Vettel volta aos boxes

Na volta 55, Hamilton e Hulkenberg, brigando pela primeira posição, bateram no "S do Senna" por conta da pista molhada (a chuva havia acabado de aumentar). Por conta disso, Vettel retornou aos boxes para mais uma vez trocar os pneus e colocar compostos intermediários. 

Alonso, por sua vez, também precisou parar e voltou na quarta colocação, atrás de Massa. Hulkenberg foi considerado culpado pelo acidente com Hamilton e tomou uma posição de Drive-Through. Após todas as novas trocas, o grid ficou com Button, Massa, Alonso, Webber, Hulkenberg, Schumacher e Vettel, resultado que dava o título ao alemão da Red Bull.  

Vettel segura posição e é campeão com bandeira amarela 

Nas últimas voltas da prova,  Vettel apenas segurou a sexta posição e ficou com o seu terceiro título consecutivo, já que Alonso só tomaria o campeonato do alemão nesta situação se vencesse o GP. Mas o espanhol terminou em segundo, atrás de Button. Massa completou o pódio

Ainda na penúltima volta, Paul di Resta bateu na reta dos boxes e causou bandeira amarela, o que fez com que o Safety Car entrasse na pista. Desta forma, Vettel pode comemorar o título antes mesmo do fim do Grande Prêmio do Brasil.  

Confira o resultado final do Grande Prêmio do Brasil:

1 – Jenson Button (GBR) - McLaren – 71 voltas
2 – Fernando Alonso (ESP) - Ferrari – a 2s7
3 – Felipe Massa (BRA) - Ferrari – a 3s6
4 – Mark Webber (AUS) - Red Bull – a 4s9
5 – Nico Hulkenberg (ALE) - Force India – a 5s7
6 – Sebastian Vettel (ALE) - Red Bull – a 9s4
7 – Michael Schumacher (ALE) – Mercedes – a 11s9
8 – Jean-Éric Vergne (FRA) - Toro Rosso – a 28s6
9 – Kamui Kobayashi (JAP) - Sauber – a 31s2
10 – Kimi Raikkonen (FIN) - Lotus – a 1 volta
11 – Vitaly Petrov (RUS) - Caterham – a 1 volta
12 – Charles Pic (FRA) - Marussia – a 1 volta
13 – Daniel Ricciardo (AUS) - Toro Rosso – a 1 volta
14 – Heikki Kovalainen (FIN) - Caterham – a 1 volta
15 – Nico Rosberg (ALE) - Mercedes – a 1 volta
16 – Timo Glock (ALE) - Marussia – a 1 volta
17 – Pedro de la Rosa (ESP) – HRT – a 2 voltas
18 – Narain Karthikeyan (IND) – HRT – a 2 voltas
19 – Paul di Resta (GBR) – Force India – a 3 voltas
20 – Lewis Hamilton (GBR) - McLaren – Abandonou
21 – Romain Grosjean (FRA) - Lotus – Abandonou
22 – Pastor Maldonado (VEN) - Williams – Abandonou
23 – Bruno Senna (BRA) - Williams – Abandonou
24 – Sergio Pérez (MEX) - Sauber – Abandonou 

    Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG