Tri de Vettel coloca alemães no topo da F1

Em duas décadas, a Alemanha tornou-se o país com mais títulos na categoria

iG São Paulo - Maurício Targino | - Atualizada às

Quando Michael Schumacher ganhou sua primeira corrida na Fórmula 1 em 30 de agosto de 1992 na Bélgica, foi apenas a quarta vitória de um piloto alemão na história da categoria. A cena de Schumacher no alto do pódio, no entanto, se repetiria outras 90 vezes até 2006, quando se aposentou pela primeira vez.

Leia também: Vettel é tricampeão em corrida emocionante em Interlagos

O heptacampeão ainda voltou em 2010, mas não repetiu o sucesso. De lá para cá, outro alemão dominou a categoria: Sebastian Vettel. E seu sucessor, que neste domingo conquistou o tricampeonato, colocou a Alemanha no topo dos países que mais ganharam na F1. Agora, são dez títulos no total, um a mais do que a Inglaterra, e dois a mais do que o Brasil.

Reuters
Michael Schumacher e Vettel são responsáveis pelos dez títulos da Alemanha


A Alemanha e a Fórmula 1

País muito identificado com o automobilismo, curiosamente a Alemanha tem um histórico pouco relevante na F1 antes de Schumacher e Vettel. Paul Pietsch foi o primeiro a competir, na última prova da temporada de estreia da categoria: o GP da Itália em 1950.

A primeira vitória veio somente no início da década seguinte, quando Wolfgang Von Trips conquistou o GP da Holanda de 1961, ano em que também venceu a etapa da Inglaterra. Na Itália, penúltima corrida da temporada, Von Trips poderia ser campeão por antecipação, mas envolveu-se em um grave acidente com Jim Clark e morreu aos 33 anos, deixando que o companheiro de Ferrari, Phil Hill, conquistasse o título.

Deixe seu recado e comente esta notícia com outros leitores

Outra vitória alemã na F1 só ocorreria no GP da Espanha de 1975, com Jochen Mass subindo ao alto do pódio pela primeira e única vez na carreira. Mass ficou mais marcado pelo acidente que matou Gilles Villeneuve no treino para o GP da Bélgica em 1982. Na mesma temporada, Mass bateu durante o GP da França e abandonou as pistas.

Foi apenas em 1994, com Schumacher na Benetton, que a Alemanha conseguiu seu primeiro piloto campeão da F1 – feito repetido por ele no ano seguinte. Maior vencedor da história da categoria, o alemão ainda conquistou a taça em 2000, 2001, 2002, 2003 e 2004. O sucesso acabou abrindo caminho para seu irmão Ralf, dono de seis vitórias entre 1997 e 2007. Outro conterrâneo que fez relativo sucesso na mesma época foi Heinz-Harald Frentzen, que correu entre 1994 e 2003, com três vitórias.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

Depois da primeira aposentadoria de Schumacher, no fim de 2006, parecia que a Alemanha perderia sua hegemonia. Mas era só impressão. No ano seguinte um novo piloto do país estreou na categoria e herdou o trono de seu conterrâneo. Vettel foi vice-campeão em 2009 pela Red Bull, depois de duas temporadas na Toro Rosso. Depois disso, engatou uma sequência de três títulos consecutivos e agora pinta como candidato a quebrar os recordes de Schumacher.


    Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG