Diretor da equipe diz que decisão do inglês de deixar o time e ir para a Mercedes foi um ‘terrível engano’

O chefe da McLaren, Martin Whitmarsh, acredita que Lewis Hamilton deve estar arrependido por deixar a equipe e ir para a Mercedes em 2013. O futuro do campeão mundial de 2008 foi resolvido na semana seguinte ao Grande Prêmio de Cingapura , quando foi anunciado que ele irá substituir Michael Schumacher, que se aposenta, na Mercedes.

Leia também: Mercado da Fórmula 1 segue agitado nas equipes médias e pequenas

Logo após o anúncio, Hamilton já deixou claro que não espera conseguir vitórias em 2013 e que terá muito trabalho para erguer o time alemão. Para Whitmarsh, Hamilton deve ter se arrependido de assinar sua rescisão da McLaren. “Eu acho que ele deve se arrepender em alguns momentos”, disse o dirigente.

Deixe seu recado e comente esta notícia com outros leitores

Whitmarsh acrescentou que era natural que Hamilton destacasse os aspectos positivos por trás da mudança de um time de ponta para um médio. "Você tem que justificar a sua decisão", disse. "Ele não vai dizer: 'ei, eles me ofereceram mais dinheiro, por isso mudei’. Ele também não vai dizer que fez um terrível engano. Acho que ele sabe que cometeu um erro terrível”, finalizou. Whitmarsh anda impaciente com seus pilotos,na terça-feira (7) o dirigente afirmou que Sergio Pérez é um aposta, e que não sabe o que esperar do mexicano.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.