Paul Hembery afirma que alemão não quer mais correr e polonês não tem mais condições de testar carros de Fórmula 1

Paul Hembery, diretor esportivo da Pirelli, afirmou nesta quinta-feira (8), em entrevista coletiva, que a fornecedora italiana de pneus não cogita contar com Michael Schumacher e Robert Kubica como pilotos de testes em 2013.

Leia também: Exigência de Ecclestone, mudança dos boxes em Interlagos deverá sair até 2014

Hembery disse que gostaria de trabalhar com os dos dois pilotos, mas que uma série de fatores impede o acerto. “Nós não podemos pagar Michael”, disse, sorrindo. “Tentei convencê-lo  no Japão, mas ele não quer mais saber da Fórmula 1 . Adoraria ter Schumacher trabalhando conosco no desenvolvimento de pneus. Mas isso não acontecerá, infelizmente”, completou.

“Já Robert (Kubica) não tem condições de fazer testes na F1. Esperamos trabalhar com ele nos ralis, o que é mais provável”, afirmou.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros leitores

O dirigente, que afirmou ainda não saber quem será a dupla de pilotos de testes em 2013, elogiou o trabalho do brasileiro Lucas Di Grassi, que exerceu a função em 2012 pelo segundo ano consecutivo. Di Grassi testa os pneus da Pirelli ao lado do espanhol Jaime Alguersuari. ”Lucas é um ótimo piloto de teste. Muito versátil, inteligente e veloz. Mas não sabemos ainda quem teremos. Tanto ele como Jaime sonham em voltar à F1, como titulares. Essa questão ainda não está definida. Temos muitos bons pilotos para testar conosco. (Adrian) Sutil, (Kamui) Kobayashi, Di Grassi e Alguersuari são alguns deles", finalizou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.