Feliz na Lotus, Raikkonen diz que sair da Ferrari foi um alívio

Piloto finlandês, campeão mundial de 2007, deixou equipe de Maranello no fim da temporada 2009 para disputar ralis

iG São Paulo |

Kimi Raikkonen não sente saudades de seus tempos como piloto da Ferrari. O finlandês, que venceu o Grande Prêmio de Abu Dhabi do último fim de semana, afirmou que deixar a escuderia de Maranello no fim da temporada 2009 foi um grande alívio.

Leia também: “Homem de Gelo”, Raikkonen coroa volta à F1 com vitória e polêmicas

“Eu ganhei um título com eles e tive alguns bons momentos. Estou satisfeito com os três anos que passei lá. Não sinto falta de ninguém. Para mim, sair da Ferrari foi um alívio”, afirmou Raikkonen, que foi campeão de 2007 pela equipe italiana, mas acabou substituído por Fernando Alonso em 2010.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros leitores

Em sua época de Ferrari, Raikkonen teve alguns desentendimentos com Luca di Montezemolo, presidente da escuderia. “A situação poderia ser melhor, mas isso é passado e o que foi feito não pode ser revertido. As coisas não duram muito se você está trabalhando em algum lugar e as relações não são boas”, comentou.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

Raikkonen também valorizou o ambiente que encontrou na Lotus neste ano, depois de duas temporadas fora da Fórmula 1 disputando ralis. “Me sinto bem desde o começo. As pessoas trabalham duro e com calma, mas querem vencer, e o esporte e o lado técnico vem antes da política”, concluiu.

    Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
    Leia tudo sobre: Fórmula 1F1Kimi RaikkonenLotusFerrari

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG