Presidente da FIA afirma que novo Pacto de Concórdia será mais democrático

Jean Todt diz que as novas propostas atenderão as necessidades do esporte de uma forma mais equilibrada

iG São Paulo |

Após discussões sobre as mudanças no Pacto de Concórdia da Fórmula 1 , o presidente da FIA (Federação Internacional de Automobilismo), Jean Todt, afirmou em entrevista à revista britânica Autosport , que a categoria estará mais bem estruturada com as novas propostas do documento, e que será benéfico em longo prazo.

Leia também:  Para ser campeão nos EUA, Vettel precisa de combinação incomum de resultados

Todt disse ainda que uma revisão no modo como a F1 é feita atualmente a tornará mais democrática, atendendo a todas as necessidades do esporte de um modo geral, e diminuirá a capacidade de poucas equipes de bloquearem mudanças nas regras.

“Para mim, vai ser muito mais aberto para ser capaz de mudar alguma coisa. No momento, do modo que está estruturado, você nunca pode alterar algo. Com as mudanças, essa será uma organização mais democrática e equilibrada, o que não existe agora. Eu não irei aceitar que nós agrademos apenas as equipes ou os donos dos direitos comerciais. Para mim, tem de ser um elemento equilibrado”.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros leitores

Todt continuou afirmando que isso servirá para reforçar a posição da FIA, mas de forma igualitária. “Nós concordamos com a maioria dos princípios e agora temos que terminar de escrever o acordo, e espero assiná-lo em poucas semanas. Para a FIA, isso irá reforçar sua posição, mas de uma maneira equilibrada”, finalizou.

    Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
    Leia tudo sobre: Jean TodtFIAFórmula 1F1

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG