Escuderia avaliou novidades que podem ser introduzidas para diminuir domínio da Red Bull e colocar Alonso de volta na liderança

A Ferrari não esperou os treinos livres para testar inovações em seu carro para o Grande Prêmio da Índia. De acordo com o jornal espanhol Marca, a equipe realizou um teste aerodinâmico na semana passada no circuito de Idiada, na Espanha, com o piloto italiano Davide Rigon.

Leia também:  Mario Andretti completa primeira volta no circuito de Austin

Segundo o Marca, o treino faz parte das quatro datas que cada equipe é autorizada para fazer testes aerodinâmicos em seus carros. A publicação afirma que o principal objetivo é deixar o carro mais competitivo para Fernando Alonso, que perdeu a liderança do Mundial para Sebastian Vettel, da Red Bull.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros leitores

O piloto de testes aproveitou as retas do circuito para obter dados e avaliar inovações nos freios e aerofólios. Como a escuderia italiana vem tendo problemas em seu túnel de vento, preferiu fazer os testes na pista. “Quando você tem problemas no túnel de vento, a melhor coisa é verificar tudo na pista, o que fizemos no teste de linha reta que completamos na última semana”, explicou Nikolas Tombazis, chefe de aerodinâmica da equipe.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

Alonso está em segundo no Mundial de Pilotos, com quatro pontos de desvantagem para Vettel. O Grande Prêmio da Índia vai acontecer no próximo domingo (28), às 7h30 (horário de Brasília).

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.