Piloto, que foi impedido pela equipe de ultrapassar Alonso, acredita que poderia brigar pela segunda posição

O brasileiro Felipe Massa foi um dos destaques do Grande Prêmio da Coreia do Sul de Fórmula 1 , disputado na madrugada deste domingo (14). Na quarta colocação, o piloto comemorou seu desempenho na prova, mas disse que era possível alcançar o australiano Mark Webber, segundo colocado, se não tivesse diminuído o ritmo a pedido da Ferrari para não ameaçar seu companheiro de equipe, Fernando Alonso, dono do terceiro posto. 

Leia também: Vettel ultrapassa Webber na largada e vence GP da Coreia

Mesmo sem ser atacado por Massa, que passou o trecho final da corrida contendo seu ritmo, Alonso perdeu a ponta do Mundial de F1 . O novo líder da temporada é o alemão Sebastian Vettel, que venceu sua terceira corrida consecutiva e assumiu a primeira colocação da tabela, seis pontos à frente do espanhol.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros leitores

"A corrida foi muito boa, o carro estava perfeito, estava muito feliz e consegui ultrapassar carros importantes no começo, o que deu a possibilidade de ter um bom ritmo do começo ao fim da corrida", disse Massa. "Estou muito feliz porque saí do carro sabendo que consegui tirar tudo dele e que cada ponto hoje é importante para a Ferrari e para o Alonso disputar o campeonato", afirmou Massa, que soma agora 81 pontos e é o nono na classificação.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

Apesar da felicidade pelo ritmo apresentado durante toda a corrida, o piloto da Ferrari acha que era possível brigar pela segunda colocação se não tivesse tirado o pé para beneficiar Alonso. Massa encerrou a prova 11s0 atrás de Webber.

Leia também: Com vitória na Coreia, Vettel supera Alonso e assume liderança do Mundial

"Acho que era possível chegar no Webber, eu não estava atrás dele sozinho, tentando atacar. Mas o ritmo era bom para isso", concluiu o brasileiro, que deu mais um importante passo para renovar seu contrato com a Ferrari. Na última semana, ele quebrou um jejum de quase dois anos sem subir ao pódio e foi o segundo colocado do GP do Japão.

A temporada 2012 da Fórmula 1 terá apenas mais quatro etapas até o fim do ano. A próxima será na Índia, no dia 28 de outubro.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.