Após perder liderança do Mundial, Alonso reconhece que está sob pressão

Espanhol afirma que está trabalhando “no limite”, mas que ainda acredita na equipe para chegar ao título

iG São Paulo |

A vitória de Sebastian Vettel no GP da Coreia deste domingo (14) foi a terceira consecutiva do alemão da Red Bull na temporada e tirou Fernando Alonso da liderança do Mundial. O espanhol, que chegou em terceiro, agora está seis pontos atrás de seu principal rival no campeonato.

Leia também: Quarto no GP da Coreia, Massa afirma que poderia chegar em Webber

Depois da prova, Alonso reconheceu que está sob pressão, mas afirmou que confia na Ferrari. "Não é nada novo, os últimos cinco anos da minha carreira foram assim, estou acostumado com a situação. Estamos sempre no limite, mas nos sentimos confortáveis assim e tiramos o máximo do carro quando estamos sob pressão. Precisamos marcar sete pontos a mais do que Sebastian. Será duro, mas acreditamos que podemos fazer", afirmou.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros leitores

Apesar de ter perdido a liderança, o espanhol afirmou que ficou satisfeito com o rendimento da Ferrari na Coreia. "Ficamos em terceiro e quarto atrás da Red Bull, que no momento é difícil de superar. E ultrapassamos a McLaren no Mundial de Construtores, que é algo que não imaginávamos há dois ou três dias”, explicou.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

Agora, o espanhol terá quatro provas para tentar voltar à liderança do campeonato. “Precisamos apenas de um pequeno passo para ficarmos tão competitivos como a Red Bull e aí serão quatro belas corridas até o fim", concluiu. A próxima etapa será disputada na Índia, em 28 de outubro.


Para receber as notícias de Esportes envie igesportes para 49810 . 10 dias sem custos * * Após este período, custo de R$ 0,31 + imp. por mensagem recebida.
Leia tudo sobre: Fórmula 1F1GP da CoreiaFernando Alonso

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG