Tamanho do texto

Equipe nega problemas no Kers e confirma que fios do assento do carro causaram ferimentos. Piloto comenta que já está "praticamente 100%"

Bruno Senna saiu do Grande Prêmio de Cingapura do último fim de semana com queimaduras nas costas, como revelou a Williams na última quarta-feira (26). O piloto brasileiro, porém, afirmou que já está quase totalmente recuperado dos ferimentos.

Leia também:  Batida de Schumacher e abandono de Hamilton fortalecem rumores de troca

Nesta quinta-feira (27), Senna afirmou que já estava na Williams treinando com o simulador após os ferimentos . “As queimaduras nas costas não foram graves e já estão praticamente 100%. Estou na Williams para fazer simulador”, comentou.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros leitores

Também nesta quinta, a Williams confirmou que o incidente foi causado por causa de uma fiação do carro, e não por um problema no Kers (sistema de reaproveitamento de energia), como havia sido especulado.

“Para confirmar, as queimaduras de Bruno foram por causa de fios que se soltaram no banco e permitiram que o calor escapasse na parte de trás do carro. Nada relacionado ao Kers”, publicou a equipe em seu Twitter oficial.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

O brasileiro se prepara agora para o Grande Prêmio do Japão, que será realizado no dia 7 de outubro, no circuito de Suzuka.