Batida de Schumacher e abandono de Hamilton fortalecem rumores de troca

Falha da McLaren e acidente do alemão em Cingapura podem agilizar aposentadoria do heptacampeão e mudança de equipe do britânico

Guilherme Abati - iG São Paulo | - Atualizada às

A corrida em Marina Bay, disputada no último domingo (23), pode ter definido o que será da Fórmula 1 na temporada 2013. A quebra do câmbio do bólido da McLaren de Lewis Hamilton , ocorrida quando o inglês liderava com folga o GP de Cingapura e estava próximo de uma vitória que o colocaria como o principal rival de Fernando Alonso na briga pelo campeonato , pode ter sido a gota d’água na atribulada relação entre piloto e equipe.

Leia também: Em temporada ruim, Felipe Massa e Bruno Senna "se pegam" na pista

A situação está desgastada devido aos constantes erros e falhas do time inglês, os quais praticamente tiraram as chances do piloto alcançar seu segundo título mundial. Outro problema entre as partes é o valor anual do salário do piloto. Para renovar com Hamilton, a McLaren propôs uma redução salarial, fato que o desagradou e fez com que procurasse um novo time . Segundo reportagem do site do jornal britânico The Guardian , a equipe inglesa teria aceitado pagar 12 milhões de libras (aproximadamente R$ 40 milhões) por ano. A quantia é abaixo dos ganhos atuais de Hamilton, de 15 milhões de libras (R$ 49,3 milhões).

Deixe seu recado e comente a notícia com outros leitores

Além disso, outro acontecimento da corrida do último domingo pode contribuir para uma profunda mudança no cenário da categoria para o próximo ano. O acidente de Michael Schumacher, que perdeu o controle de sua Mercedes e bateu na traseira da Toro Rosso de Jean-Éric Vergne, talvez tenha contribuído para a aposentadoria do heptacampeão. A saída de Schumacher deixaria um cockpit sem dono na equipe alemã, e Hamilton é o nome mais cotado para a vaga de acordo com a imprensa europeia.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

O alemão não conseguiu desde que retornou às pistas da F1, em 2010, chegar próximo do incrível desempenho que o consagrou como um dos maiores da história. Envolvido em acidentes evitáveis como o de Marina Bay, muito criticado e poucas vezes sendo páreo para seu companheiro de equipe, Nico Rosberg, que tem 50 pontos a mais na classificação de pilotos em 2012, Schumacher pode deixar as pistas definitivamente depois do GP do Brasil, em novembro.

Se essas mudanças acontecerem, o grid da F1 em 2013 terá mudanças importantes nas principais equipes.

Leia tudo sobre: Michael SchumacherLewis HamiltonF1McLarenMercedes

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG