Tamanho do texto

Equipe afirma que teve dificuldade para descobrir qual problema fez o britânico abandonar em Monza

A equipe McLaren enfim divulgou o problema que tirou Jenson Button da última corrida, o GP da Itália , em Monza. O defeito, que fez o piloto abandonar na 32ª volta, aconteceu na bomba de combustível, e levou bastante tempo até ser encontrado pela equipe, de acordo com Peddy Lowe, diretor técnico.

Leia também:  Diretor põe em dúvida permanência de Bruno Senna na equipe

“Não foi um problema fácil de identificar, e nada igual a que havíamos visto antes", disse Lowe. “Estamos desapontados sobre isso. Felizmente nós conseguimos achar a raíz do problema. Foi uma falha na bomba de gasolina, e é algo que será checado para as corridas restantes".

Sua retirada precoce da última corrida foi um golpe nas esperanças do piloto, que tinha vencido em Spa-Francorchamps , mas agora está a 78 pontos do atual líder do Mundial, Fernando Alonso.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

Lowe disse que agora a equipe está trabalhando o máximo para que o erro não se repita na próxima etapa de Marina Bay, em Cingapura.