Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google

Chefe da Ferrari afirma que falta de testes põe Fórmula 1 em risco

Para Stefano Domenicali, pilotos estreiam sem a experiência necessária e não se desenvolvem de maneira ideal dentro da categoria por não terem tempo de testar os bólidos

iG São Paulo | - Atualizada às

Stefano Domenicali, chefe da equipe Ferrari, disse nesta quinta-feira (30) que a falta de testes na Fórmula 1 resulta na ausência de novos talentos na categoria. Para Domenicali, os pilotos estreiam sem a experiência necessária e não se desenvolvem de maneira ideal dentro da categoria por não terem tempo de testar os bólidos.

Leia também: Bruno Senna projeta chegar ao Q3 em Spa-Francorchamps

“Está claro, para mim, que ultimamente não temos visto muitas novas grandes estrelas aparecerem”, disse Domenicali. Para o dirigente, a limitação na quantidade de tempo permitida para testes coloca a Fórmula 1 em uma posição arriscada. Em entrevista para o site f1news.ru , Domenicali afirma que isso pode fazer com que a categoria perca uma geração inteira de grandes talentos.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

“Se não aumentarmos os testes, o problema ficará cada vez maior”, disse. “Testes não servem apenas para inovações técnicas, mas também para dar a jovens pilotos a chance de ganharem quilometragem”, continuou. “Sem testes, a F1 está em risco”, avaliou. “Nesta situação, nós não conseguimos encontrar grandes talentos. O piloto que chega à F1 sem experiência não é positivo para ninguém”, finalizou.

Leia tudo sobre: FerrarF1AutomobilismoStefano Domenicali

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG