Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google

Fittipaldi e Todt levam campanha de segurança viária para Dilma Rousseff

Intenção é utilizar a evolução da segurança no automobilismo profissional como modelo a ser adotado por governos para reduzir as vítimas no trânsito brasileiro

Gazeta |

O presidente da Federação Internacional de Automobilismo (FIA), Jean Todt, e o ex-piloto Emerson Fittipaldi foram até Brasília na última quinta-feira (23) para apresentar a campanha "Construindo o caminho rumo à segurança rodoviária" para a presidenta Dilma Rousseff. A iniciativa para reduzir acidentes nas ruas foi lançada em São Paulo, em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).

Leia também: No circuito de Spa, Schumacher atingirá 300 GPs na F1 no palco de sua estreia

"Vamos elaborar um estudo minucioso junto ao governo federal e Ministérios dos Transportes e Cidades para diminuir os acidentes viários. Este é um legado que vamos deixar para as futuras gerações", disse Fittipaldi, um dos embaixadores brasileiros da campanha.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros leitores

Assim como no lançamento da iniciativa, o bicampeão do Mundial de Fórmula 1 usou a evolução da segurança no automobilismo profissional como modelo a ser adotado por governos para reduzir as vítimas no trânsito brasileiro. Na F1, o último acidente fatal foi o do brasileiro Ayrton Senna, em 1994.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

"A segurança nas pistas aumentou muito nos últimos anos. Na década de 70 era muito perigoso pilotar um carro de corrida. O Jean Todt é o primeiro presidente da FIA a criar um movimento global como este, que tem como objetivo melhorar a segurança no trânsito em âmbito mundial", concluiu o ex-piloto brasileiro.

Reuters
Jean Todt e Emerson Fittipaldi se encontraram com Dilma Rousseff

Leia tudo sobre: Fórmula 1F1Emerson FittipaldiJean TodtDilma Rousseff

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG