Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google

No aniversário de Piquet, Nelsinho ironiza Fittipaldi e critica Ayrton Senna

Piloto da Nascar diz que Senna não seria campeão se estreasse dez anos antes, afirma que seu pai seguiu vida diferente de Fittipaldi pós-F1 e vê Alonso imbatível contra Massa

Gazeta | - Atualizada às

Atualmente na Nascar Truck Series, Nelsinho Piquet parece ter herdado o lado polêmico do pai. No aniversário de 60 anos do tricampeão da Fórmula 1 , o piloto da Nascar comentou sobre a vida de seu pai e falou sobre Ayrton Senna, Emerson Fittipaldi e Felipe Massa.

Leia também: Piquet completa 60 anos nesta sexta-feira. Relembre a carreira

De acordo com Nelsinho, Senna não teria vencido campeonatos se tivesse entrado antes na F1, em uma época de pouca confiabilidade dos carros. "Se você pegasse o Senna e colocasse na Fórmula 1 dez anos antes, provavelmente não teria vencido nenhum campeonato. Quando ele entrou na F1, teve muitas quebras, porque sempre andava no limite, era muito rápido mas não tinha aquela mente de poupar equipamento, motor, câmbio, pneu, tudo", afirmou em entrevista à Gazeta Esportiva . "Era um piloto super-rápido, que errava pouquíssimo, mas a parte mecânica dele era muito fraca. O que não é uma coisa ruim", comentou.

Para Nelsinho, seu pai vive a vida que escolheu depois de se aposentar das pistas, sem aparecer muito para o público, um caminho diferente do escolhido por Fittipaldi, bicampeão do mundo. "Se ele quisesse estar na mídia, quisesse ser um Emerson Fittipaldi da vida, que vive de assinar autógrafo e aparecer em estande de alguma empresa, com certeza ele faria. Mas meu pai foi para o lado empresarial, arriscou muito mais, achou mais interessante e ganha mais dinheiro assim. Escolheu isso e não quer saber de mais nada", explicou Nelsinho.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros leitores

O piloto relembrou seu tempo da Fórmula 1, em que fazia dupla com Fernando Alonso na Renault. De acordo com o brasileiro, o espanhol é o melhor piloto do mundo e Felipe Massa não tem chance nenhuma de batê-lo na mesma equipe. “Acho que é muito simples: o Alonso é o melhor do mundo e obviamente o Felipe não está na melhor época dele. Acho que está juntando um pouco de azar e o Alonso ser muito talentoso. Está dando nisso. Não tem muito que falar. É o Alonso. Qualquer um que sentar ali vai tomar fumo dele”. Perguntado se Massa poderia andar mais próximo de Alonso se estivesse numa fase melhor, Piquet foi enfático. “Mais perto, sim. Andar na frente dele, nunca”.

Nelsinho, que se diz feliz na Nascar, voltou a comentar sobre a polêmica do GP de Cingapura de 2008, em que bateu o carro para ajudar Alonso. “Não tem muito que falar... Eu era muito novo, tinha uma posição meio vulnerável ali, estava sob pressão, não tinha nenhuma ajuda psicológica, de ninguém, estava sozinho. Enfim, meu empresário e chefe da equipe era a pessoa que eu tinha que ouvir e acabou acontecendo uma besteira”.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

Neste fim de semana, Nelsinho vai usar um capacete retrô , réplica do que seu pai usava no início da carreira, como homenagem pelos 60 anos do tricampeão. "É bom para os fãs dos Piquets saberem um pouco mais desse caso, tem muita gente que não conhece. Meu pai tem muita história, só estou de uma forma elogiando a carreira dele", concluiu.

Notícias Relacionadas


    Mais destaques

    Destaques da home iG