Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google
 

GP de Cingapura nega que tenha fechado acordo com Ecclestone

Em nota oficial, organizadores do evento dizem que negociações para renovação do contrato seguem e termos apresentados até agora são insuficientes

iG São Paulo |

Na última quarta-feira (11), o jornal Today, de Cingapura, publicou uma entrevista com Bernie Ecclestone revelando que havia firmado acordo para estender a realização do GP no país por mais cinco anos. No entanto, os organizadores do evento negam que o contrato já tenha sido renovado.

Leia também:  Ecclestone insiste que plano de GP da Fórmula 1 em Londres "não é brincadeira"

Os representantes do GP de Cingapura se manifestaram através de uma nota oficial logo após a publicação da reportagem, afirmando que as negociações para a extensão do acordo ainda estão em andamento e que as condições apresentadas até agora são inaceitáveis.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

"Na sequência de publicações na imprensa no dia 11 de julho de 2012, o GP de Cingapura gostaria de esclarecer que as conversas sobre a continuação do evento ainda estão em curso”, diz o comunicado, reproduzido pelo jornal britânico Telegraph. “O que foi apresentado como oferta pela Fórmula One Administration (FOA) é insuficiente para nós nos comprometermos a estender o contrato por cinco anos”, explica, referindo-se à empresa de Bernie Ecclestone que administra a F1.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros leitores

“As negociações estão em andamento há quase um ano. O GP de Cingapura recebeu uma proposta formal de renovação da FOA para confirmar seu desejo de continuar com a corrida noturna por mais cinco anos. Desde então, estamos conversando para cimentar termos que ofereçam viabilidade comercial para todos os cinco anos. Continuamos com esperanças de chegar a uma solução que beneficie todas as partes”, finaliza a nota.

Leia tudo sobre: F1GP de CingapuraFOABernie Ecclestone

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG