Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google
 

Com bom início de ano, Webber fica na Red Bull em 2013 e pode ajudar Massa

Após campeonato sem brilho em 2011, piloto acumula bons resultados, supera Vettel e assegura vaga na equipe. Ameaçado, brasileiro da Ferrari busca repetir o australiano

Guilherme Abati - iG São Paulo | - Atualizada às

Quando a temporada 2012 da Fórmula 1 começou, em março, um dos pilotos mais ameaçados de perder a vaga em sua equipe no fim da temporada era Mark Webber. Com contrato até o fim do ano, o australiano poderia deixar a Red Bull e até mesmo parar de correr na categoria se não renovasse. Aos 35 anos, Webber era considerado um piloto experiente, mas à beira da aposentadoria antes do início do Mundial.

Leia também: Pressionado na Ferrari, Massa revela ter procurado ajuda psicológica

Presente na categoria desde 2002, Webber chegou à Red Bull em 2007 e, depois de passar por Minardi, Jaguar e Williams, ajudou sua nova escuderia a se firmar entre as principais da F1. Em seis temporadas, conseguiu terminar duas vezes o campeonato na terceira posição. Porém, o desempenho constantemente inferior ao de Sebastian Vettel, seu companheiro, sempre foi um ponto negativo na equipe austríaca.

Na temporada passada, a diferença para o parceiro de equipe ficou evidente. Apesar de ficar em terceiro na classificação final do Mundial de Pilotos e ter vencido a última prova do ano, em momento algum daquela temporada Webber chegou perto de ameaçar o domínio de Vettel. O triunfo no Brasil, quando o campeonato já estava decidido, foi o único dele, enquanto Vettel faturou nada menos do que 11 GPs. Com isso, ficou mais de 100 pontos atrás do alemão. Com um carro muito superior ao dos rivais das outras equipes, acabou sendo superado também por Jenson Button, da McLaren, vice-campeão.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros leitores

Depois do ano em que foi apenas um coadjuvante, o australiano via aparecerem cada vez mais nomes para sua vaga. Os pilotos da Toro Rosso, aliada à sua equipe, começavam a ser cogitados. Mas o que se viu após nove provas neste ano foi inesperado.

EFE
Mark Webber ultrapassou Alonso em Silverstone e conquistou sua segunda vitória no ano

Em um ano que tem se mostrado equilibrado, Webber já venceu duas provas tradicionais, em Mônaco e em Silverstone. Além disso, tem mostrado uma quase impecável regularidade e ficou de fora da zona de pontuação apenas uma vez, na Espanha. Com a vice-liderança a apenas 13 pontos de Fernando Alonso, consegue deixar Vettel para trás e ameaçar o espanhol no topo.

Todo este desempenho foi crucial para que a Red Bull, antes do previsto, renovasse seu contrato com a equipe por mais um ano. A parceria com Vettel vai continuar até 2013 e, se o atual bicampeão não reagir, Webber pode alcançar seu primeiro título na Fórmula 1 neste ano.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

Renovação de Webber dá exemplo para Massa e ainda pode ajudar em sua renovação

Felipe Massa iniciou o ano de forma parecida com a de Webber. Em último ano de contrato, com resultados piores ao de seu companheiro e muito pressionado. Para piorar a situação do brasileiro, o nome do australiano era cogitado para sua vaga. A renovação de Webber com a Red Bull, porém, pode significar sua manutenção na equipe de Maranello.

Além de tirar de jogo um rival direto pela vaga, Massa tem apresentado melhora em seus resultados, assim como Webber. Apesar de ainda não ter batido seu companheiro de equipe, já terminou em quarto no GP da Grã-Bretanha, o que ajudou a escuderia a deixar McLaren e Lotus para trás no Mundial de Construtores. Se mantiver a sequência e aprender com o exemplo de Webber, o brasileiro pode ser outro a ter seu vínculo renovado por mais um ano.

Leia tudo sobre: Mark WebberSebastian VettelRed BullF1Automobilismo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG