Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google
 

Maria de Villota deve deixar hospital ainda esta semana, diz revista alemã

Piloto da Marussia está internada desde o acidente sofrido em Duxford, na última terça-feira

iG São Paulo | - Atualizada às

Nesta terça-feira (10), foi divulgada a informação que Maria de Villota deve deixar o hospital Addenbrook, em Cambridge, Inglaterra, e retornar à Espanha até o final desta semana. As informações são da revista alemã Auto Motor und Sport.

Leia também: Evolução de Massa ajuda Ferrari a subir para segundo lugar entre os Construtores

A piloto de testes de 32 anos, da Marussia, que está internada no hospital desde que perdeu a visão do olho direito, após acidente em Duxford, ocorrido há exatamente uma semana, foi removida para um quarto do hospital inglês depois de ter ficado internada cinco dias na Unidade de Terapia Intensiva.

Deixe seu recado e comente esta notícia com outros leitores

Segundo a reportagem, De Villota, com exceção da perda do olho direito, não deverá ter nenhuma outra sequela. A espanhola passou por duas operações em Addenbrook - se não houver outras complicações, deve voltar à Espanha ainda nesta semana. John Booth, comandante da escuderia anglo-russa, disse que a espanhola acordou do coma induzido e já conversa com a sua família.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

No último dia 3, De Villota se chocou contra um caminhão de apoio da Marussia em um teste aerodinâmico em linha reta. A espanhola é filha do ex-piloto de F1 Emilio de Villota, e já competiu em diversas categorias, como a Fórmula 3 espanhola e a Fórmula Superleague. Ela guiou um carro de F1 pela primeira vez em 2011, quando testou pela Lotus-Renault no circuito de Paul Ricard, na França.

Leia tudo sobre: De VillotaMarussiaF1Fórmula 1Automobilismo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG