Depois de dois anos de conquistas, alemão tenta recuperar favoritismo na atual temporada

Nesta terça-feira (3), um dos principais ícones da atual geração da Fórmula 1 faz aniversário. Mais jovem bicampeão da história da categoria, Sebastian Vettel completa 25 anos já com uma coleção de títulos e recordes.

Leia também: Maria de Villota sofre grave acidente em teste da Marussia na Inglaterra

Depois de conquistar seu primeiro campeonato em 2010 e ter uma temporada completamente dominante em 2011, o jovem piloto acumulou 21 vitórias, 36 pódios e 30 pole positions – sendo 15 em um único ano – e colocou seu nome entre os maiores da história.

Grande surpresa de 2010 e fenômeno do ano seguinte, Vettel chegou a 2012 finalmente como favorito absoluto. No entanto, desde a primeira prova viu que não teria vida fácil. Se em seu aniversário de 24 anos ele só tinha razões para comemorar, com seis vitórias em oito provas e a liderança folgada do Mundial, em 2012 o alemão segue pressionado em um dos campeonatos mais equilibrados de todos os tempos.

Mais jovem bicampeão da história da F1, Sebastian Vettel completa 25 anos nesta terça-feira
Reprodução
Mais jovem bicampeão da história da F1, Sebastian Vettel completa 25 anos nesta terça-feira

Vettel continua rápido neste ano e já somou mais três pole positions ao seu currículo, chegando ao total de 33 e ficando atrás apenas de Ayrton Senna e Michael Schumacher no ranking histórico de poles. Porém, ao contrário da temporada passada, o piloto da Red Bull não tem conseguido ser regular e sofre com a falta de ritmo de corrida e de confiabilidade do RB8 em alguns circuitos.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

Quarto colocado no Mundial de 2012 , 26 pontos atrás do líder Fernando Alonso, o alemão só conseguiu uma vitória na temporada até agora, na prova do Bahrein , e mais um pódio com o segundo lugar na Austrália .

Mas nem tudo são más notícias para Vettel neste seu 25º aniversário. Na última etapa, em Valência, ele viu a Red Bull voltar a mostrar traços de seu antigo domínio. O bicampeão sobrou no treino classificatório e havia aberto grande vantagem na corrida quando teve que abandonar por uma falha no motor.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros leitores

Apesar do resultado frustrante, a apresentação do piloto, ainda que abreviada, foi suficiente para assustar os adversários , que já temem o retorno da Red Bull hegemônica dos últimos anos. Vettel terá a chance de provar se o temor dos rivais é justificável já neste fim de semana, quando disputa o Grande Prêmio da Grã-Bretanha. Uma vitória em Silverstone seria um presente e tanto para o jovem colecionador de recordes.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.