Jornais comentaram primeiro triunfo de um piloto do país na Fórmula 1. Na Itália, Massa voltou a ser criticado

Não podia ser diferente: Pastor Maldonado foi capa de quase todos os jornais venezuelanos nesta segunda-feira (14), após sua vitória no Grande Prêmio da Espanha . Primeiro piloto do país a vencer na Fórmula 1 , Maldonado foi elogiado pelas publicações do país.

Leia também: Hugo Chávez parabeniza Pastor Maldonado pela vitória

O Últimas Noticias , de Caracas, ressalta a importância do triunfo do piloto da Williams para o esporte do país. “Maldonado escreveu uma página de ouro no esporte nacional com seu triunfo no GP da Espanha”. A publicação exalta o fato de ter sido a primeira vitória venezuelana na categoria.

O El Universal , também da capital venezuelana, destaca a união que foi formada no país, que normalmente se divide em opiniões a favor e contra o governo de Hugo Chávez . “Quando a bandeira quadriculada tremulou no Circuito da Catalunha para a Williams conduzida por Pastor Maldonado, a alegria coletiva se espalhou em uma Venezuela que, por mais de uma hora e meia, se mostrou unida e orgulhosa”.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros leitores

O venezuelano também foi elogiado na imprensa europeia. O Marca , da Espanha, elogiou a segurança de Maldonado ao se defender de Fernando Alonso. “Pastor foi impecável, nunca ficou nervoso. Fernando acabou levantando o pé nas últimas voltas e o resultado é um tesouro que deixa chance de título mundial”.

O jornal italiano La Gazzetta dello Sport também elogiou a tranquilidade de Maldonado. “Maldonado foi ótimo pois não se abalou, nem mesmo depois da primeira curva, quando o F2012 de Alonso escapou na frente. Sempre guiou administrando os pneus”, publicou.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

Massa é novamente criticado na Itália

Ao contrário de Maldonado, Felipe Massa não teve motivos para ser elogiado após a corrida. Na Itália, como de costume, o brasileiro foi novamente criticado. O La Stampa comentou que o problema de Massa na equipe é crônico. “Na Ferrari, é uma regra: a crise de Felipe Massa é crônica e sem aparente via de saída”.

A publicação concluiu o artigo ressaltando o fato de Massa ter levado uma volta de Alonso. “O piloto brasileiro, assim como Vettel, foi penalizado por excesso de velocidade com bandeiras amarelas. A passagem pelos boxes lhe rendeu alguns segundos. Resta saber como fez para acumular outros 90 segundos de diferença para Alonso”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.