Tamanho do texto

Apesar de pódio, Domenicali acredita que time precisa dar grande passo para ter chances reais de título

Apesar do segundo lugar no GP da Espanha ter colocado Fernando Alonso na liderança do campeonato (empatado com Sebastian Vettel) , o chefe da Ferrari, Stefano Domenicali, acredita que a escuderia ainda precisa dar um grande passo para ter chances reais na briga pelo título de 2012.

Leia também: Alonso e Vettel dividem liderança do Mundial após GP da Espanha

Para o dirigente, mesmo que as atualizações levadas para a corrida de Barcelona tenham funcionado bem, é necessário um progresso muito maior para o resto da temporada.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

“Isso tem que servir de estímulo para todos engenheiros, para assegurar que podemos melhorar o carro”, afirmou Domenicali. “Essa é a única coisa que podemos fazer se quisermos vencer o campeonato. Precisamos dar um grande passo e continuar melhorando a pressão aerodinâmica”, acrescentou.

A Ferrari chegou ao fim de semana na Espanha ciente de que o carro precisava apresentar um salto de rendimento em relação às etapas anteriores, mas a primeira fila no grid de largada e o pódio conquistados foram muito além do esperado, com o próprio Alonso admitindo que ficou “surpreso com o resultado”.

Domenicali destacou a importância do desempenho no Circuito da Catalunha para mostrar que o esforço em Maranello está valendo a pena.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros leitores

“Estou feliz pelo time em casa, que está se esforçando e trabalhando duro, por verem o sinal de seu trabalho”, revelou o dirigente. “Uma situação difícil, com muita pressão, não é problema para mim. É problema para o pessoal que tem de lidar com a engenharia, que entregar seu trabalho”, explicou.

“Estou feliz porque vi o trabalho das últimas semanas mostrar o sinal certo em termos de tendência. Mas sabemos que isso não é suficiente”, finalizou.