Piloto, quinto do Mundial, assume que posição é mais do que imaginava, considerando baixa performance do bólido da Ferrari

Quinto colocado no Mundial, com 43 pontos, Fernando Alonso, da Ferrari, considera um presente estar apenas dez pontos atrás do líder do campeonato, Sebastian Vettel, após quatro provas realizadas. O piloto espanhol, vencedor do GP da Malásia , o segundo da temporada, sabe que não tem o carro mais competitivo entre as equipes grandes e valoriza sua situação na disputa.

Leia também:  F1 não tinha vitória de quatro equipes diferentes nos primeiros GPs desde 1983

“Após quatro corridas, estar dez pontos atrás do líder, com o carro que temos, é um presente”, assumiu o espanhol. Alonso terminou a prova deste domingo (22), no Bahrein , em sétimo, um minuto atrás do tempo de corrida de Vettel, o vencedor em Sakhir e novo líder do Mundial. 

Deixe seu recado e comente a notícia com outros leitores

O espanhol acredita que, com os testes de meio de temporada, a Ferrari pode evoluir, possibilitando seu tricampeonato mundial, porém, insiste que a escuderia precisa reagir imediatamente se quiser realmente lutar pelo campeonato de 2012. “É um presente minha atual colocação. Mas o que chateia o time é o desempenho do carro. Precisamos reagir logo para brigar pela vitória em Barcelona”, completou.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

O bicampeão do mundo disse também que sai com sentimentos opostos do Bahrein. “É difícil saber que ficamos muito atrás da Red Bull. Por outro lado, terminamos à frente das McLarens, o que é bom”, completou.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.