Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google
 

Para Senna, evolução no sistema de asa móvel pode melhorar seu grid

Piloto crê que vantagem de poucos décimos de segundo é suficiente para ganhar posições em classificatórios

iG São Paulo |

Bruno Senna acredita que um melhor sistema de acionamento da asa móvel traseira será chave para ajudar a Williams a evoluir nos treinos classificatórios e, consequentemente, aproveitar ao máximo seu ritmo de corrida.

Leia também: Rosberg brinca e diz que GP da China foi o mais longo de sua vida

O brasileiro conseguiu pontuar pela segunda prova consecutiva nesta temporada, mas o resultado da equipe nas corridas tem sido comprometido pela falta de desempenho do carro nas etapas classificatórias. Para Senna, o pelotão intermediário está tão próximo que um pequeno ganho de tempo aos sábados poderia ter muita influência.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

“Quando você olha para o desempenho em classificatórios, está todo mundo tão perto. Estamos falando sobre 15 carros em seis décimos de segundo”, disse o brasileiro ao site da revista britânica Autosport.

Para tentar ganhar posições nesse bolo, o piloto conta que a Williams está apostando na evolução do dispositivo de acionamento da asa móvel. “Se você consegue três décimos pelo efeito da asa móvel, o que não é impossível, então você já pula três ou quatro posições no grid. Então estamos focando nisso, mas especialmente em melhorar o desempenho das pequenas partes do carro. Acho que estamos indo na direção certa”, avaliou.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros leitores

Senna ainda afirmou que, até que essas melhorias sejam alcançadas, ele e seu companheiro de equipe, Pastor Maldonado, devem continuar com problemas em pistas onde a velocidade nas retas é essencial para uma volta rápida.

"Sabemos que os outros times têm um efeito melhor do sistema de asa móvel, então em pistas como a da China, com retas longas, é difícil. Até o Bahrein será complicado nós”, concluiu.
 

Leia tudo sobre: F1Bruno SennaWilliamsGP da ChinaGP do BahreinPastor Maldonadoasa móvel

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG