Publicidade
Publicidade - Super banner
Automobilismo
enhanced by Google
 

ONG do Bahrein denuncia prisões para evitar protestos contra a F1

Associação Juvenil do Bahrein para os Direitos Humanos informa que polícia do país já deteve mais de 18 manifestantes

EFE |

A Associação Juvenil do Bahrein para os Direitos Humanos (AJBDH) denunciou nesta segunda-feira (16) que as autoridades do país iniciaram uma campanha de detenções para impedir protestos durante a realização do Grande Prêmio de Fórmula 1, que será disputado no país no próximo domingo (22).

Leia também: Protestos no Bahrein pedem cancelamento do GP. Veja fotos

Segundo a ONG do país, no último sábado (14), as autoridades detiveram 18 manifestantes no povoado de Bani Yamra. A oposição já convocou protestos nos dias que antecedem o evento.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros leitores

Além disso, os ativistas denunciaram que as forças de segurança utilizaram armas de fogo na contenção de protestos. "A AJBDH acredita que a campanha de segurança pretende prevenir manifestações contra a Fórmula 1. Pedimos que as autoridades interrompam a opressão e solicitamos aos responsáveis pela Fórmula 1 que cancelem a corrida para proteger a liberdade no Bahrein", afirmou a nota.

Siga o iG Automobilismo no Twitter

O principal partido da oposição xiita, Al Wifaq, divulgou nesta segunda-feira um comunicado no qual anunciou que serão realizados atos diários nesta semana, que foi batizada como a "Semana da Firmeza e do Desafio". Os protestos começaram no país no início de 2011 e fizeram a corrida do ano passado ser cancelada. Neste ano, apesar de toda a crise político-social vivida no país, o evento foi confirmado pela FIA.

 

Leia tudo sobre: Fórmula 1F1GP do BahreinprotestosBahreinSakhir

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG