Federação Internacional do Automobilismo inaugurou Hall da Fama da categoria máxima do esporte no Automobile Club da França

Schumacher no pódio após vencer primeiro GP de Fórmula 1; alemão é um dos homenageados pela FIA
Reprodução/Instagram
Schumacher no pódio após vencer primeiro GP de Fórmula 1; alemão é um dos homenageados pela FIA

A Federação Internacional de Automobilismo (FIA) inaugurou seu Hall da Fama da Fórmula 1 nesta última segunda-feira (4), em Paris. Em cerimônia, a entidade reuniu diversos campeões mundiais da elite do automobilismo e fez uma homenagem especial ao alemão Michael Schumacher.

LEIA TAMBÉM: Schumacher apresenta melhoras e família espera um "milagre da medicina"

No local, estão expostas imagens e peças históricas dos 33 campeões mundiais da categoria. A cerimônia da FIA ainda contou com a presença de diversos pilotos e ex-pilotos, como Fernando Alonso, Sebastian Vettel, Nico Rosberg, Mario Andretti, Alain Prost, Nigel Mansell, Damon Hill e Jacques Villeneuve. O brasileiro Bruno Senna participou do evento para representar seu tio, o tricampeão Ayrton Senna.


LEIA TAMBÉM: "Eu sei como ele está", diz Felipe Massa sobre estado médico de Schumacher

Schumacher

Já o heptacampeão de F1 Michael Schumacher foi representado por sua porta-voz e representante oficial, Sabine Kehm. "Michael teria ficado feliz em estar aqui porque ele sempre teve grande respeito por todos os aqui presentes. Ficaria honrado de fazer parte desse grupo", disse a assessora do alemão durante a cerimônia.

Schumacher sofreu o grave acidente enquanto esquiava nos Alpes Franceses, mais precisamente na estação de Méribel, em dezembro de 2013. O ex-piloto bateu com a cabeça em uma pedra e sofreu um grave traumatismo craniano, sendo resgatado de helicóptero e levado com urgência para o centro médico de Moutier. Em seguida, foi encaminhado ao Hospital de Grenoble, onde seria submetido a cirurgia no cérebro e permaneceria em coma por vários meses.

LEIA TAMBÉM: Lewis Hamilton é investigado por evasão fiscal em compra de jatinho de R$ 71 milhões

A FIA tem um plano para realizar a construção do seu Hall da Fama em um local fixo, que ficaria em Genebra, mas não há prazo final para a obra. Enquanto isso, a galeria pode ser vista no Automobile Club da França, em Paris.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.