Escuderia de Fernando Alonso diz que os riscos são "desnecessários" e que a segurança das pessoas é "prioridade"; outros casos marcaram fim de semana

Após ser alvo de uma tentativa de assalto ao deixar o circuito de Interlagos, em São Paulo, a montadora Pirelli anunciou nesta segunda-feira que suspendeu os testes de pneus que faria na cidade paulista nos dias 14 e 15 de novembro.

Leia também: Hamilton larga em último, voa no GP de Interlagos e termina em 4º; Vettel vence

Após tentativa de roubo, Pirelli e McLaren cancelam testes de pneus em Interlagos
Reprodução/Twitter/McLarenF1
Após tentativa de roubo, Pirelli e McLaren cancelam testes de pneus em Interlagos

"Após uma tentativa de assalto, neutralizada pela segurança da Pirelli, em uma van da Pirelli no circuito de Interlagos no último domingo - e depois de um fim de semana com episódios similares ocorridos com outros times - ficou decidido o cancelamento dos testes de pneus planejados para a terça-feira, 14, e quarta-feira, 15", informou através de sua conta no Twitter.

O treinamento com os compostos para 2018 seria feito em parceria com a McLaren, que assim como a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) e a Fórmula 1, concordaram com a medida.

Leia também: Equipe Mercedes é assaltada em Interlagos e Hamilton reclama: "Acontece sempre"

"A decisão [...] foi feita no interesse da segurança do pessoal, tanto da McLaren como nosso, que teriam participado do teste", concluiu.

A escuderia de Woking também usou o Twitter para anunciar a decisão de não fazer os testes. "Nós nos juntamos na decisão da Pirelli de cancelar os testes de pneus nesta semana em Interlagos. A segurança das nossas pessoas sempre estão no topo de nossa prioridade, e , dado os recentes eventos, nós achamos desnecessários os riscos de prosseguir", escreveu nas suas redes sociais.

Casos no fim de semana

Ao longo do fim de semana, uma série de episódios de violência foram registrados com as equipes de Fórmula 1. Na última sexta-feira, houve um  assalto contra oito membros da Mercedes e uma tentativa frustrada de roubo contra funcionários da FIA.

Leia também: Schumacher apresenta melhoras e família espera um "milagre da medicina"

No dia seguinte, parte da equipe da Sauber também sofreu uma tentativa de assalto em Interlagos. A situação levou o tetracampeão Lewis Hamilton a reclamar publicamente da falta de segurança, já que "isso acontece todo ano". "A F1 e as equipes precisam fazer mais. Não há desculpas", escreveu o piloto.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.