Jean Azevedo não cumpriu trecho cronometrado, enquanto Dário Julio sofreu uma queda

Jean Azevedo durante o Rali Dakar 2014
Vinicius Branca/VIPCOMM
Jean Azevedo durante o Rali Dakar 2014

O Brasil teve suas primeiras baixas no Rali Dakar 2014. Jean Azevedo, da equipe Honda, teve um problema com a guia da corrente da moto e abandonou a prova. Na última quarta-feira, ele não completou o trecho cronometrado entre San Juan e Chilecito, na Argentina, e acabou desclassificado pela organização.

Comente esta notícia com outros torcedores

"Infelizmente o regulamento prevê a exclusão da prova quando um piloto não passa por um determinado número de waypoints (pontos de passagens obrigatórios) e de CPs (pontos de controle de passagens onde a cartela de tempo é carimbada). E foi exatamente o que aconteceu. Cumpri menos da metade da especial e, por isso, não poderei continuar. Lamento demais estar fora", disse o piloto.

Nesta quinta, o outro representante do país entre as motos, Dário Julio, também da equipe Honda, sofreu uma queda. O piloto foi levado ao hospital consciente, mas com fraturas na clavícula e no punho.

O Dakar 2014 prosseguiu nesta quinta, com uma especial de 211 quilômetros entre Chilecito e Tucumán, na Argentina, vencida pelo espanhol Marc Coma em 3h03min08s. Como seu compatriota Joan Barreda teve um erro de navegação e perdeu muito tempo no trecho cronometrado, ele assumiu a liderança entre as motos.

Liderança alterada também entre os carros. A dupla Nani Roma/Michel Perin venceu a especial de 527 quilômetros em 6h37min01s e assumiu a ponta, mais de 26 minutos à frente de Nasser Al-Attiyah/Lucas Cruz.

A sexta etapa do Rali Dakar 2014 será disputada nesta sexta, entre Tucumán e Salta, em território argentino, com trechos cronometrados de 400 quilômetros para motos e quadriciclos, 424 para carros e 156 para caminhões.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.