Piloto astraliano fez uma boa prova em sua despedida da categoria e ficou com a segunda colocação do Grande Prêmio do Brasil, realizado em Interlagos

O australiano Mark Webber deu em São Paulo suas últimas voltas em um carro de Fórmula 1 na sua carreira. O piloto da Red Bull deixa a categoria ao fim da temporada e em sua prova final, neste domingo, andou sem capacete, sofreu um escorregão no pódio e recebeu uma bandeira do Brasil autografada pelos outros competidores.

E MAIS: Em corrida de despedidas, Vettel vence no Brasil e iguala recordes. Massa é 7º

Mark Webber deu volta sem capacete em Interlagos
Getty Images
Mark Webber deu volta sem capacete em Interlagos

Webber fez uma boa prova em sua despedida da Fórmula 1 e ficou com a segunda colocação do Grande Prêmio do Brasil da categoria, vencido por seu companheiro na equipe Red Bull, o alemão Sebastian Vettel . A comemoração do australiano começou logo que cruzou a linha de chegada.

Ele contrariou as normas de segurança e retirou o capacete para observar o público enquanto levava seu carro ao parque fechado. Durante esta volta final em Interlagos, o australiano lacrimejou, mas garantiu que foi efeito do forte vento no rosto e não a emoção.

A comemoração de Webber continuou em cima do pódio. Com um grande sorriso, foi homenageado por Vettel e Fernando Alonso, que direcionaram jatos de champanhe para a cara do australiano. Durante a cerimônia, ele chegou a levar um escorregão, mas evitou a queda e logo voltou a celebrar.

Veja fotos do GP do Brasil:

Ainda diante do público brasileiro, Webber recebeu das mãos do chefe da Red Bull, Christian Horner, uma bandeira da Austrália, que enfrentou dificuldades para desfraldar.

Já na coletiva de imprensa destinada aos integrantes do pódio, Webber recebeu a homenagem final, uma bandeira do Brasil autografada pelos outros pilotos da Fórmula 1. O último a assinar foi Vettel, que a recebeu das mãos de Bernie Ecclestone para adicionar seu nome e um recado ao companheiro de equipe.

“A bandeira do Brasil tem um significado também para a história da Fórmula 1, então isso é um troféu para mim”, afirmou o australiano.

A equipe Red Bull prestou sua homenagem a Webber, mas antes da corrida, com uma bandeira do país da Oceania em frente aos boxes. Os mecânicos da equipe também foram para o grid de largada utilizando chapéus australianos, um dos símbolos da cultura local.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.