Tamanho do texto

"Ainda tenho todos os meus dentes", brincou o piloto espanhol, se garantindo na próxima etapa da Fórmula 1

Fernando Alonso passou por exames em Abu Dhabi
Twitter/Reprodução
Fernando Alonso passou por exames em Abu Dhabi

Quinto colocado no Grande Prêmio de Abu Dhabi no último domingo, Fernando Alonso escapou de uma punição da direção de prova após toque com Jean-Eric Vergne na saída de seu segundo pit-stop, mas não dos cuidados médicos. Na noite do último domingo, o espanhol foi submetido a exames logo após a corrida e surgiu irreconhecível em uma foto publicada nas redes sociais.

Depois de igualar marca de Schumacher, Vettel valoriza: 'Eu estou orgulhoso'

Imobilizado, Alonso aparece todo coberto e apenas com o rosto de fora. Segundo o próprio piloto, no incidente com Vergne, o seu carro passou por cima de uma das zebras e quase decolou. O impacto acionou um sensor automático de força-G do carro, que aponta que o abalo é forte o suficiente para que piloto seja obrigado a passar por exames médicos após a corrida - especula-se que a força tenha superado os 28G.

Os cuidados médicos foram realizados e, felizmente, Alonso não tem nada de mais grave. "Ainda tenho todos os meus dentes", brincou o espanhol, antes de acalmar os fãs e garantir presença no próximo Grande Prêmio da temporada. "Minhas costas, obviamente estão doendo um pouco, porque foi uma pancada forte. O alarme de impacto do chassi acendeu, mas estou OK para Austin, com certeza", disse.

Confira fotos do GP de Abu Dhabi:

O toque com Vergne aconteceu na 45ª volta do GP de Abu Dhabi. Alonso saia de seu segundo pit-stop, quando, no fim da área obrigatória para os carros que deixam o pit-lane, tocou-se com o piloto francês, quase protagonizando um acidente mais sério. A Ferrari do espanhol foi jogada para fora da pista e passou por cima da zebra em grande velocidade - algo considerado perigoso pelo risco de o carro decolar. Após o fato, a organização de prova anunciou que investigaria o ocorrido, mas, depois da corrida, decidiu por não punir nenhum dos pilotos.

"É preciso deixar espaço quando você tem um carro ao seu lado. Ele não me deu espaço e eu tive que ir para fora da pista. Ele dirá que eu fui fora da pista para ultrapassá-lo. Vamos ver", disse Alonso, ainda antes de saber de sua absolvição. "Foi incidente de corrida e se ele não fosse fora da pista, teríamos uma grande batida. Estávamos em alta velocidade. O que ele fez foi correto. Não o vi do meu lado. Na verdade, estou feliz com o que ele fez. A direção de prova tomou a decisão certa", contou Vergne, assumindo parte da culpa pelo incidente.

No fim, Fernando Alonso cruzou a linha de chegada na quinta posição e manteve-se na vice-liderança do Mundial de Pilotos com 217 pontos, 34 a frente do terceiro colocado Kimi Raikkonen. "Creio que a vantagem sobre o Kimi é boa, e, dentro da tristeza por não brigar mais pelo título, o campeonato é muito bom para mim", encerrou o piloto espanhol, que caminha para terminar a sua terceira temporada com o vice-campeonato mundial - todas atrás de Vettel.