Tamanho do texto

Prestes a encerrar sua carreira na Fórmula 1, piloto australiano vibrou bastante pelo fato de ter conseguido superar seu colega de equipe, o já campeão Sebastian Vettel

A três provas de encerrar sua carreira na Fórmula 1 - a despedida ocorrerá justamente na última corrida do ano, o Grande Preêmio do Brasil, em Interlagos -, o piloto australiano Mark Webber vibrou bastante ao cravar a pole position para o GP de Abu Dhabi neste sábado . Especialmente por ter conseguido superar o companheiro de equipe na Red Bull, o já campeão Sebastian Vettel.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores


"O final de semana tem sido muito bom para nós até o momento. Não é a pista mais fácil em função das mudanças de temperatura. Nós começamos a correr no entardecer e terminamos à noite, então é necessário estar atento às mudanças de condição como piloto e também no aspecto de engenharia", disse o veterano australiano, de 37 anos.

Único a rodar na casa dos 1min39s, Webber deixou para trás o alemão Sebastian Vettel, responsável pelo melhor tempo no terceiro e último treino livre para a corrida. De acordo com o australiano, as mudanças feitas pela equipe durante a sessão foram fundamentais para alcançar a pole.

Veja ainda: Webber lidera dobradinha da Red Bull e larga na pole no GP de Abu Dhabi

"Sabia que precisava trabalhar em certas partes da pista em que o Sebastian estava fazendo um bom trabalho. Eu tinha que tentar igualá-lo e manter o meu rendimento nas partes em que já estava bem. Estou feliz com a pole e ansioso para a corrida de amanhã", declarou Webber.

Vettel parabeniza companheiro

Superado pelo australiano Mark Webber, o alemão Sebastian Vettel foi o segundo colocado no treino classificatório para o Grande Prêmio de Abu Dhabi, realizado na manhã deste sábado. Campeão de maneira antecipada, ele elogiou seu companheiro na Red Bull.

"O Mark fez uma volta muito boa, então parabéns para ele. Eu poderia ter sido um pouco melhor, mas não sei se seria suficiente. O Mark merece estar na pole hoje. Foi uma volta boa, sem erros. Acima disso, é um grande resultado para a equipe e devemos ter uma corrida forte amanhã", declarou Vettel, surpreso com desempenho da Mercedes no início da sessão.

E mais: Sem receber, Raikkonen ameaça não participar de últimas provas do ano

"No começo, achei que a Mercedes parecia muito forte com Nico e Lewis. Eles estavam muito rápidos. Na terceira etapa do treino, conseguimos achar um tempo extra", explicou o piloto alemão - Rosberg ficou na terceira colocação e Hamilton, na quarta.

Com o título já decidido, Vettel tenta repetir o feito do compatriota Michael Schumacher, que ganhou sete corridas consecutivas em 2004. Enquanto isso, Mercedes, Ferrari e Lotus brigam pelo segundo lugar no Mundial de Construtores para garantir uma melhor bonificação.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.