Após ano conturbado, Domenicali volta a negar problemas com Alonso

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Chefão da Ferrari mostrou irritação com as perguntas dos jornalistas acerca das possíveis brigas entre os dois

Getty Images
Stefano Domenicali nega conflito com Alonso na Ferrari

Apesar das recentes críticas à Ferrari, Fernando Alonso segue com respaldo dentro da equipe. Segundo o chefe Stefano Domenicali, a relação com o espanhol segue tranquila e ambos seguem focados na luta pelo título da próxima temporada.

Deixe o seu recado e comente esta notícias com outros torcedores

"Por que vocês (jornalistas) continuam me perguntando isso?", indagou o dirigente italiano ao site da revista inglesa Autosport. "Não sei se vocês querem ver problemas onde não existem, mas está na hora de parar de dizer que há algo entre eu e Fernando. Honestamente, eu não vejo isso. Esse é meu ponto de vista, e tenho certeza que é o mesmo de Fernando", garante.

Alonso já vinha criticando a Ferrari desde o começo da temporada, quando a equipe viu a Red Bull disparar na classificação. A tensão aumentou após o GP da Hungria, quando Luca Di Montezemolo, presidente do time, deu bronca pública pedindo mais humildade ao espanhol.

A troca de farpas levou o nome de Alonso a ser especulado na Red Bull e na McLaren. Confirmado na Ferrari para a próxima temporada, o espanhol foca em bater Vettel em 2014. "Não há mudanças na nossa motivação para garantir que podemos vencer juntos. Esse é o foco que temos e o nosso objetivo, sem dúvidas", conclui Domenicali.

Dono da Red Bull compara psicológico do espanhol ao de Muhammad Ali

Principal rival da Red Bull nos últimos anos, Alonso é acompanhado de perto pelos principais nomes da equipe taurina. Dono do time, o austríaco Dietrich Mateschitz comparou o espanhol a uma lenda do esporte para criticar sua postura em momentos de nervosismo.

"Como Muhammad Ali, as declarações de Alonso à imprensa são deliberadas. Ele é o pior de todos na guerra psicológica", afirmou o dirigente ao jornal Kronen Zeitung. "Pessoas como Fernando dizem que Sebastian não é o melhor piloto, que tem apenas o melhor carro. São declarações de cunho político", completa o consultor da Red Bull, Helmut Marko.

Leia tudo sobre: Fórmula 1F-1FerrariStefano DomenicaliFernando Alonso

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas