Chefão da categoria diz que Massa deveria considerar a possibilidade até mesmo de competir por uma equipe pequena

Bernie Ecclestone diz que para a F1, é fundamental a presença de um piloto brasileiro
Getty Images
Bernie Ecclestone diz que para a F1, é fundamental a presença de um piloto brasileiro

Se depender de Bernie Ecclestone, detentor dos direitos comerciais da Fórmula 1, o brasileiro Felipe Massa permanecerá na principal categoria do automobilismo em 2014. O piloto não renovará seu contrato com a Ferrari - que se encerre no fim de 2013 - e negocia para defender outra equipe a partir do próximo ano: Lotus e Mclaren se colocam entre as favoritas para contratar Massa. Para Ecclestone, o brasileiro poderia considerar até mesmo uma ida para a Toro Rosso - equipe de menor expressão.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

"Sou um grande fã de Felipe. Ele é um piloto veloz, mas terrivelmente azarado. Acho que ele podia ir até para a STR. É um time melhor do que muitas pessoas acham, o único problema é que eles só possuem jovens pilotos. O que posso dizer é que a Fórmula 1 precisa de um piloto do Brasil", disse o Ecclestone ao jornal alemão Sport Bild.

Veja também: Massa elogia carro em treino, mas é cauteloso sobre papel que terá na corrida

Em agosto, o dirigente também demonstrou apoio a outro brasileiro - Felipe Nasr, que atualmente disputa a GP2, categoria que "prepara" os pilotos para correr a Fórmula 1. "Estou aqui. A qualquer hora que você precisar de um conselho, pode gritar. Eu preciso de um piloto brasileiro", afirmou Ecclestone em entrevista à Rede Globo .

Veja as imagens do primeiro dia de treinos para o Grande Prêmio da Coreia do Sul:


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.