Mesmo após a irritação e reclamações de Alonso, brasileiro acredita que cumpriu seu papel e vai largar em quarto em Monza

Felipe Massa larga em quarto em Monza
Getty Images
Felipe Massa larga em quarto em Monza

Escalado pela Ferrari para ajudar o espanhol Fernando Alonso no treino classificatório para o Grande Prêmio da Itália, o brasileiro Felipe Massa acredita que cumpriu seu papel com sucesso, ainda que tenha conseguido fazer um tempo melhor que o do companheiro de equipe.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Na tentativa de maximizar o desempenho de Alonso, a Ferrari mandou o espanhol atrás do brasileiro para se aproveitar do vácuo. O trecho da conversa por rádio entre o bicampeão e a equipe exibido pela televisão mostrou uma reclamação: "o Felipe está muito longe".

Leia mais: Em tom irônico, Alonso detona Ferrari no rádio: "Realmente vocês são gênios!"

"Eu acho que foi bom. Eu estava 4s50 atrás do Webber e o Fernando estava 3s50 atrás de mim, então o vácuo foi exatamente o que prevíamos em termos de tempo. Você não precisa estar muito perto do carro (da frente). Se você estiver muito perto, seu tempo de volta vai ser maior. Precisa estar entre 3s00 e 4s00 atrás do outro carro", disse o brasileiro.

Apesar de encarnar o papel de escudeiro, Massa assegurou a quarta colocação no grid do Grande Prêmio da Itália, enquanto Alonso ficou em quinto. Ironicamente, o piloto brasileiro se aproveitou o vácuo do carro do australiano Mark Webber (Red Bull) no momento decisivo.

"Foi muito difícil para mim, porque dar o vácuo para alguém e não ter um com certeza te faz perder aproximadamente 0s10. Eu consegui andar no vácuo apenas uma vez no Q3, mas na volta mais importante, a última. Tive o Webber 4s00 na minha frente, o que foi suficiente. Foi muito importante pegar o vácuo de algum carro, porque o Fernando estava sempre atrás de mim", disse Massa.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.