"No ano passado nós conversamos com ele, mas por várias razões não aconteceu. Este ano não conversamos, ainda", diz Martin Whitmarsh, chefe da escuderia

Reuters

Kimi Raikkonen é piloto da Lotus, mas aparece em especulações de Red Bull, Ferrari e McLaren
Mark Thompson/Getty Images
Kimi Raikkonen é piloto da Lotus, mas aparece em especulações de Red Bull, Ferrari e McLaren

A McLaren considerou contratar Kimi Raikkonen no ano passado, mas não iniciou negociações, ainda, com seu ex-piloto desde a última temporada, disse o chefe da equipe, Martin Whitmarsh, nesta terça-feira.

Qual futuro de Raikkonen na Fórmula 1? Comente com outros leitores

Raikkonen, campeão mundial da Fórmula 1 em 2007 pela Ferrari que pilota atualmente pela Lotus, é o principal alvo das especulações sobre trocas de pilotos, num mercado agitado pela decisão do australiano Mark Webber de deixar a campeã Red Bull para disputar provas de enduro.

A Lotus afirma que está confiante em renovar com Raikkonen, após ter conseguido um novo acordo de investimento, mas o finlandês tem sido citado na mídia como alvo de Red Bull, Ferrari e McLaren.

Leia mais: Webber sinaliza que Ricciardo será seu substituto na Red Bull

Perguntado numa entrevista coletiva com o site oficial formula1.com se a McLaren considerava trazer Raikkonen de volta, Whitmarsh respondeu: "Sim".

E ainda: Dono da Lotus demonstra otimismo na permanência de Raikkonen em 2014

"Kimi sempre foi ótimo e sou um grande fã dele. Há muita especulação por ai no momento, então vamos ver o que acontece. No ano passado nós conversamos com ele, mas por várias razões não aconteceu", acrescentou. "Este ano não conversamos, ainda"

A McLaren contratou o jovem piloto mexicano Sergio Pérez, da Sauber, no ano passado como substituto para o campeão mundial de 2008 Lewis Hamilton, que foi para a Mercedes.

O britânico Jenson Button, campeão de 2009 pela Brawn GP, é o outro piloto da escuderia desde 2010.

Raikkonen guiou pela McLaren entre 2002 e 2006, conquistando nove vitórias e terminando como vice-campeão mundial em 2003 e 2005.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.