Finlandês da Lotus foi o único a pontuar em todas as dez provas iniciais do Mundial, mas, com apenas uma vitória, vai perdendo de 172 a 134 para Sebastian Vettel

Kimi Raikkonen comemora segundo lugar na Hungria com champagne
Mark Thompson/Getty Images
Kimi Raikkonen comemora segundo lugar na Hungria com champagne

Kimi Raikkonen é o piloto mais regular da Fórmula 1. O finlandês da Lotus é o único que pontuou em todas as dez provas realizadas até aqui, fato que o deixa na segunda colocação do Mundial. No entanto, o que não vem sendo suficiente para brigar de fato pelo título com o líder Sebastian Vettel, da Red Bull.

LEIA:  Para Felipe Massa, pausa na F1 é crucial para Ferrari voltar mais competitiva

“Terminar a primeira parte da temporada em segundo no campeonato é uma boa maneira de passar as férias. Na Hungria, eu terminei a corrida na frente de Seb, mas vencê-lo no campeonato será mais difícil e aí teremos também de ganhar corridas. Se mantivermos o segundo lugar como fizemos muitas vezes neste ano, provavelmente não será o suficiente”, afirmou Raikkonen.

Apesar da regularidade, o finlandês venceu somente uma vez nesta temporada, contra quatro triunfos de Vettel. Por outro lado, o corredor da Lotus terminou na segunda posição em cinco oportunidades. Na tabela, está 172 a 134 para o alemão.

Na opinião de Raikkonen, o desempenho de seu carro nos treinos foi o que o impossibilitou de brigar mais por vitórias. Apesar do bom ritmo em corridas, a Lotus não vai bem em sessões de tiro curto.

"Obviamente, eu continuo fazendo a minha vida mais difícil aos sábados, mas ainda temos um bom carro na corrida. Temos pneus que são um pouco diferentes, mas temos como compreendê-los e usá-los da melhor forma. Muita coisa depende do resultado da classificação, portanto precisamos encontrar um bom acerto na sexta-feira e no sábado", disse o finlandês.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.