A equipe desejava que o Red Bull Ring recebesse prova da categoria já nesta temporada, em substituição ao mal-sucedido GP de Nova Jersey

Sebastian Vettel, da Red Bull, e Bernie Ecclestone
Getty Images
Sebastian Vettel, da Red Bull, e Bernie Ecclestone

A Red Bull anunciou nesta terça-feira o retorno do GP da Áustria à Fórmula 1 já a partir da temporada 2014. Com a remodelação do circuito A1 Ring, agora chamada de Red Bull Ring, a empresa de energéticos conseguir selar acordo que com o chefão Bernie Ecclestone no último dia 6 de julho, garantindo o retorno de seu país à categoria.

Kobayashi bate durante exibição da Ferrari em Moscou. Assista ao vídeo

A primeira prova do GP da Áustria foi disputado em 1964, no circuito de Zeltweg Airfield. Depois de seis anos, a etapa voltou a ser realizada ininterruptamente no Osterreichring até 1987. Após dez anos sem receber uma corrida, o país retornou à F1 na mesma pista, rebatizada de A1 Ring, sediando provas até 2003.

A equipe desejava que o Red Bull Ring recebesse prova da Fórmula 1 já nesta temporada, em substituição ao mal-sucedido GP de Nova Jersey, nos Estados Unidos - excluído de última hora do calendário devido a falta de condições financeiras.

Com o retorno do GP da Áustria, a Fórmula 1 pode ter em 2014 a temporada mais longa de sua história. Isto porque também estão previstas a entrada do GP de Sochi, na Rússia, e nova tentativa com Nova Jersey, além do não cancelamento de nenhuma das etapas do atual calendário.

Com isso, seriam disputadas inéditas 22 provas durante o ano. A confirmação acontecerá apenas no Conselho Mundial da FIA (Federação Internacional de Automobilismo), programada para o final deste ano.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.