Ex-piloto escocês da Fórmula 1 considera que piloto espanhol tem registrado atuações dignas de campeão do mundo o tempo todo

Fernando Alonso, piloto da Ferrari
Chris Wattie/Reuters
Fernando Alonso, piloto da Ferrari

O quarto lugar no Grande Prêmio da Alemanha, no domingo, fez com que Fernando Alonso visse a diferença para Sebastian Vettel na classificação da Fórmula 1 subisse para 34 pontos. A situação indica que o espanhol deve pensar na possibilidade de deixar a Ferrari e ir para uma escuderia onde teria melhores chances de perseguir o título. Pelo menos é essa a análise do ex-piloto escocês David Coulthard.

Você concorda que Alonso deveria buscar uma outra equipe para competir? Comente

"Ele tem 32 anos, tem mais cinco pela frente em alto nível. Talvez até um pouco mais. Mas se a Ferrari não pode fazê-lo chegar lá, ele terá de pensar sobre o futuro", afirmou Coulthard à BBC .

Alonso, na verdade, ainda tem 31 anos. Vai completar 32 no fim de julho. O espanhol já tem no currículo dois títulos de Fórmula 1, conquistados em 2005 e em 2006, época em que corria pela Renault. A atual temporada é a quarta que disputa pela Ferrari. Nas três anteriores, foi vice-campeão duas vezes: em 2010 e em 2012. 

Desde que se tornou piloto da Ferrari, Alonso viu Vettel se tornar campeão. Mas a distância entre os dois pilotos, na análise de Coulthard, não é tão grande quanto os resultados sugerem. "Faz tempo que ele ganhou um título pela última vez. Mas não é porque ele não tem atuações dignas de campeão do mundo. Ele tem essas atuações sempre", disse o escocês sobre o espanhol da Ferrari.

Coulthard 247 corridas na Fórmula 1 entre 1994 e 2008. A melhor temporada da carreira foi a de 2001, quando corria pela McLaren e ficou com o vice-campeonato. O campeão naquela oportunidade foi Michael Schumacher, que conquistou naquele ano o segundo dos seus cinco títulos consecutivos pela Ferrari.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.