Vettel segura pressão no fim, conquista vitória em casa e dispara na ponta da F1

Por iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Piloto alemão tem três títulos mundiais consecutivos na carreira e ainda não tinha vencido em casa. Com a vitória, Vettel abre 34 pontos de vantagem para Fernando Alonso

Mark Thompson/Getty Images
Vettel estoura a champanhe e comemora vitória em casa

O alemão Sebastian Vettel voltou a abrir vantagem na liderança do Campeonato Mundial da Fórmula 1. E da melhor forma possível. Na manhã deste domingo, ele venceu o Grande Prêmio da Alemanha pela primeira vez, em uma corrida em que assumiu a liderança já na primeira curva, e garantiu a festa da torcida em Nurburgring.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Com a primeira vitória em casa de sua carreira, Sebastian Vettel diminui a lista de eventos que ainda não venceu. Das provas que fazem parte do atual calendário da Fórmula 1, o alemão, tricampeão da categoria, só não subiu ao lugar mais alto do pódio no GP da Hungria, próxima etapa, e dos Estados Unidos, que ficou fora da programação entre 2008 e 2011.

O pódio em Nurburgring neste domingo foi completado com a dupla de pilotos da Lotus. Kimi Raikkonen ficou com a segunda colocação, logo à frente de seu companheiro, o francês Romain Grosjean. Fernando Alonso foi o quarto, seguido por Lewis Hamilton e Jenson Button. O brasileiro Felipe Massa abandonou a prova ainda na quarta volta.

O resultado deste domingo deixa Vettel mais tranquilo na liderança do Mundial de Fórmula 1, agora com 157 pontos, agora 34 de vantagem para o espanhol Fernando Alonso. Raikkonen aparece na terceira colocação da temporada, com 116. A próxima etapa do campeonato é o GP da Hungria, marcado para 28 de julho.

largada. Foto: Mark Thompson/Getty ImagesMassa abandonou a corrida logo na 4ª volta. Foto: Martin Meissner/APVettel abriu vantagem na liderança da temporada da F1. Foto: Luca Bruno/APVettel conseguiu a sua primeira vitória em casa. Foto: Paul Gilham/Getty ImagesVettel estoura a champanhe e comemora vitória em casa. Foto: Mark Thompson/Getty ImagesVettel recebe a bandeirada do GP de Nurburgring. Foto: Luca Bruno/AP


A prova
Os carros da Red Bull começaram bem a corrida em Nurburgring, neste domingo, e ultrapassaram Lewis Hamilton logo na largada, com Sebastian Vettel assumindo a ponta, seguido por Mark Webber. Felipe Massa também fez bom início de prova e completou a primeira volta na sexta colocação.

Mas a corrida do brasileiro acabou ainda na quarta volta, quando ele perdeu o controle de sua Ferrari e escapou na curva do fim da reta principal. Mesmo sem acertar a barreira de proteção, o piloto paulista abandonou a corrida, dando a impressão de um problema mecânico.

Os ponteiros iniciaram seus pit-stops na sétima volta, com Lewis Hamilton entrando nos boxes para colocar pneus médios. Dois giros depois foi a vez do líder Sebastian Vettel trocar os compostos e voltar à pista sem incidentes. Já Webber teve problemas em sua parada. Um dos pneus do carro do australiano não foi preso corretamente e se soltou quando ele deixava os pits, acertando um cinegrafista.

Fernando Alonso foi aos boxes mais cedo do que o esperado, já na 13ª volta, trocando sua estratégia inicial de permanecer o máximo de tempo possível na pista com os pneus médios da largada.

O destaque da primeira parte da corrida em Nurburgring foi o francês Romain Grosjean da Lotus. Ele permaneceu 14 giros com os pneus macios, o que o fez pular para a segunda colocação. Quando retornou dos boxes, ele foi constantemente mais rápido do que Vettel e se aproximou da briga pela liderança.

A dinâmica da prova foi alterada na 25ª volta por conta da quebra do carro de Jules Bianchi. Após o motor estourar, ele largou sua Marussia ao lado da pista em um área de declive, mas em ponto morto o veículo começou a descer, atravessando a pista de ré sem piloto. Com isto, o safety car deixou os boxes, o que fez os competidores anteciparem seus pit-stops.

A relargada ocorreu na 30ª volta em que Vettel conseguiu defender sua liderança da pressão exercida pelos pilotos da Lotus. O alemão parou novamente no 42º giro, deixando Kimi Raikkonen temporariamente na liderança. O finlandês andou rápido até a 50ª volta, quando foi aos boxes e colocou pneus macios.

A tática o fez retornar à corrida mais rápido do que os rivais e o colocou na briga pela vitória. Ele passou Romain Grosjean faltando cinco voltas para o fim e passou a perseguir Sebastian Vettel, mas o alemão da Red Bull conseguiu segurar sua posição e venceu diante de sua torcida pela primeira vez na carreira.

Leia tudo sobre: sebastian vettelnurburgring

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas