Australiano diz que foi escolha pessoal trocar a Red Bull pela Porsche, equipe pela qual correrá em nova categoria a partir do ano que vem

Australiano Mark Webber irá deixar Red Bull e F1 ao fim desta temporada
REUTERS/Chris Wattie
Australiano Mark Webber irá deixar Red Bull e F1 ao fim desta temporada

Mark Webber anunciou nesta quinta-feira que deixará a Fórmula 1 ao final desta temporada. Piloto mais velho do grid, o australiano de 36 anos irá trocar a Red Bull pela Porsche, equipe pela qual correrá o Mundial de Endurance a partir de 2014.

"É uma honra fazer parte do programa da Porsche em seu retorno ao topo do endurance e das 24 Horas de Le Mans. A Porsche escreveu a história das corridas como uma fabricante e representa performance e tecnologia excelentes no mais alto nível. Mal posso esperar para pilotar um dos carros mais rápidos do mundo", afirmou o piloto.

De acordo com Webber, a decisão de abandonar a principal categoria do automobilismo foi uma escolha pessoal. Dirigentes da Red Bull manifestaram interesse em uma renovação, mas o australiano está insatisfeito no time, principalmente depois do tratamento dado ao tricampeão Sebastian Vettel, que quebrou ordens da equipe e o ultrapassou no GP da Malásia.

Após estrear na F1 com a Minardi, em 2002, o australiano assinou com a Jaguar. Depois, seu destino foi a Williams, equipe que defendeu por dois anos. Em 2007, chegou à Red Bull, de onde não saiu mais.

Para o lugar de Webber, três opções aparecem mais fortes para a Red Bull: o também australiano Daniel Ricciardo, o francês Jean-Eric Vergne, ambos da Toro Rosso, ou Kimi Raikkonen, da Lotus.

"Kimi será uma das nossas opções se ele estiver disponível. Estamos numa posição confortável já que existe um número enorme de pilotos que gostaria de pilotar um carro da Red Bull", confirmou a equipe.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.