FIA acusou a equipe alemã de violar regulamento ao fazer teste com a Pirelli no mês passado na Espanha, beneficiando-se do envolvimento com a fabricante de pneus

Caso punida, Mercedes poderá ter de pagar multa ou até ser excluída do Mundial de F1
Clive Mason/Getty Images
Caso punida, Mercedes poderá ter de pagar multa ou até ser excluída do Mundial de F1

Terminou no início da tarde desta quinta-feira o julgamento de Pirelli e Mercedes no Tribunal Internacional da FIA (Federação Internacional de Automobilismo). O veredicto, no entanto, será anunciado somente na sexta.

LEIA: FIA acusa Mercedes de se beneficiar de teste ilegal de pneus na Fórmula 1

A entidade que comanda o esporte acusou a equipe alemã de violar o regulamento ao fazer um teste com a Pirelli no mês passado na Espanha, beneficiando-se do envolvimento com a fabricante de pneus. Foi alegado que não houve permissão para a utilização dos carros de 2013 nos testes - é liberado o uso de carros de pelo menos dois anos atrás.

A Mercedes, dos pilotos Lewis Hamilton e Nico Rosberg, pode sofrer punições duras caso seja condenada. As penas vão de multa até a exclusão do campeonato. O time admitiu ter participado com seu carro de 2013 do teste no circuito de Barcelona, depois do GP da Espanha, mas declarou que não se beneficiou dessa atividade organizada pela Pirelli. A escuderia diz ainda que achava ter obtido aprovação.

Mas Mark Howard, representante jurídico da FIA falou que a atividade claramente violou a proibição de testes das equipes durante a temporada usando os carros atuais – o que é permitido, desde que feita com pilotos de testes. O advogado acrescentou ainda que a Mercedes pode ter obtido informações valiosas com o teste, inclusive para revelar defeitos do carro até então desconhecidos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.