FIA anuncia que julgamento de Pirelli e Mercedes será em 20 de junho

Por iG São Paulo |

compartilhe

Tamanho do texto

Equipe alemã e fornecedora de pneus da F1 terão de explicar teste secreto conduzido dias após o GP da Espanha

Clive Mason/Getty Images
Mercedes será julgada no dia 20 de junho por causa de teste secreto promovido pela Pirelli

A FIA (Federação Internacional de Automobilismo) anunciou nesta segunda-feira que o julgamento de Mercedes e Pirelli por conta do teste secreto conduzido dias após o GP da Espanha de Fórmula 1 será realizado no dia 20 de junho. O caso será avaliado pelo Tribunal Internacional da entidade.

LEIA: Vettel enfim vence no Canadá e dispara na ponta do Mundial de F1

A notícia do treino se tornou pública durante o GP de Mônaco, revoltando os outros times do Mundial. A Mercedes foi usada pela Pirelli para testar os pneus que estão sendo desenvolvidos para a próxima temporada. A equipe, no entanto, utilizou seu carro de 2013, o que é proibido pelo regulamento.

Ferrari e Red Bull entraram com um protesto formal pedindo esclarecimentos sobre a regra de proibição de treinos dentro da temporada e alegando que a escuderia alemã obteve vantagem injusta.

"Em 5 de junho de 2013, Pirelli e Mercedes foram convocadas pelo presidente do Tribunal Internacional a se apresentarem para julgamento diante do painel da entidade", diz nota emitida pela FIA. 

Sebastian Vettel comemora no pódio sua primeira vitória no GP do Canadá. Foto: APFernando Alonso, Vettel e Lewis Hamilton brincam no pódio após a prova. Foto: APDepois de dominar a prova com tranquilidade, Sebastian Vettel cruza a linha de chegada em primeiro lugar no Canadá. Foto: APDesde a largada, Sebastian Vettel assumiu a ponta no GP canadense. Foto: APSebastian Vettel, da Red Bull, conduz seu carro para a vitória no GP do Canadá. Foto: AP/Paul ChiassonLewis Hamilton, da Mercedes, travou um belo duelo com Fernando Alonso, mas terminou em terceiro. Foto: APApós largar em 16º lugar, Felipe Massa conseguiu levar a Ferrari para o oitavo lugar. Foto: AP

Em comunicados anteriores, a entidade máxima do automobilismo afirmou que a Pirelli pediu autorização para usar o carro da Mercedes para um teste de pneus e a recebeu desde que a fornecedora de compostos fosse responsável por conduzir as atividades e desse a todos os times a mesma oportunidade, para garantir igualdade de condições na disputa.

A decisão do Tribunal Internacional da entidade que regula o automobilismo no mundo, no entanto, ainda não tem data para ser publicada. Caso considere a Mercedes culpada, a punição do órgão à escuderia pode variar entre o pagamento de uma multa à exclusão do time do Mundial.

Leia tudo sobre: fórmula 1mercedespirelli

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas