Canadense é o vencedor da São Paulo Indy 300, seu segundo triunfo na temporada; Kanaan liderou, mas sofreu com pane seca e terminou em 21º

Está quebrada a hegemonia de Will Power e a São Paulo Indy 300 tem, enfim, um novo vencedor: James Hinchcliffe. De forma sensacional, o piloto da Andretti superou Takuma Sato na última curva e faturou a quarta etapa do campeonato. O canadense subiu para a quarta colocação no campeonato, com 112 pontos. O japonês é o novo líder com 134.

Passadas sete bandeiras amarelas, Sato liderou toda a parte final da prova e se defendeu com unhas e dentes dos ataques de Hinchcliffe e Josef Newgarden. Mas, por ter um “push to pass” a mais na volta decisiva, o canadense levou a melhor e conquistou sua segunda vitória na atual temporada.

Tony Kanaan brigou pela vitória, mas teve pane seca e foi o 22º
Claudio Capucho/Fotoarena
Tony Kanaan brigou pela vitória, mas teve pane seca e foi o 22º

Brasileiros se dão mal
Para os brasileiros foi um final de semana para se esquecer. Largando em quarto, Tony Kanaan chegou a liderar a corrida, mas sofreu pane seca. O piloto da KV até conseguiu voltar para a prova, mas o estrago já estava feito: terminou em 21º.

Helio Castroneves também se deu mal. Aconteceu de tudo para ele em São Paulo: escapada no S do Samba, batidas por trás e pneu furado. O 13º lugar é o menor dos males para o piloto da Penske no final de semana: o resultado o derruba para a terceira posição no campeonato, com 116 pontos.

Já a corrida de Bia Figueiredo durou apenas seis voltas. Com problema na caixa de câmbio, a brasileira abandonou quando estava na 15ª colocação.

Carro de Will Power pega fogo
Will Power estava pronto para fazer uma corrida de recuperação. Depois de largar da 22ª posição, o australiano escalou meio pelotão e, contando com as bandeiras amarelas, chegou ao 12º lugar. A vitória, então, passou a ser uma possibilidade.

O que o companheiro de Castroneves na Penske não esperava é que seu carro o deixasse na mão na 17ª volta. O bólido começou a pegar fogo e o australiano teve que abandonar. Foi a primeira vez em quatro edições da SP Indy 300 que ele não subiu ao lugar mais alto do pódio.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.