Correndo na base do sacrifício, piloto da KV conseguiu quarto lugar no grid de largada na etapa paulistana da Indy

Tony Kanaan coloca gelo na mão lesionada
Duda Bairros/Fotoarena
Tony Kanaan coloca gelo na mão lesionada

A quarta posição anima, mas não acaba com os problemas de Tony Kanaan na São Paulo Indy 300. Com uma luxação na mão direita, o piloto da KV conseguiu uma boa posição no grid de largada, no entanto sabe que a corrida é uma situação totalmente diferente para sua lesão. E revelou que fará a prova neste domingo à base de uma injeção anestésica.

LEIA: Bandeira vermelha prejudica Power, e Hunter-Reay é pole; Kanaan sai em 4º

“Ainda estou preocupado. É uma dor que eu não achei que dosse sentir. Agora tomei uma injeção milagrosa e estou bem. Vou tomar amanhã de novo para poder aguentar a corrida. No treino você dá quatro voltar por vez, não é uma corrida inteira”, afirmou Kanaan.

MAIS: 'É impressionante o que Tony fez', diz Franchitti após classificação

O brasileiro disse que o efeito do medicamento deve bastar, uma vez que sua duração é de três horas. Mesmo assim, ele não irá abdicar de usar uma proteção extra na mão direita.

“Nada do que a gente fez ontem para proteger ajudou hoje. Tentei correr com uma faixa e quase a joguei no rio Tietê de tanta dor. Andei apenas com uma proteção para impedir de fazer o movimento que dói. E pelo jeito está bom”, falou o piloto.

Kanaan será o brasileiro mais bem colocado no grid da SP Indy 300. Helio Castroneves se deu mal em estratégia da Penske e largará apenas do 18º lugar. Bia Figueiredo sairá um pouco melhor: 16ª posição.

A corrida está marcada para as 12h30 deste domingo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.