Sato compara Indy e F1 "Aqui todos têm chance de vencer"

Por Pedro Taveira - iG São Paulo | - Atualizada às

compartilhe

Tamanho do texto

Japonês terminou em primeiro no GP de Long Beach há duas semanas, sua primeira vitória em quatro temporadas na categoria norte-americana

AP
O japonês Takuma Sato comemora vitória na etapa de Long Beach da Fórmula Indy

Takuma Sato é o único piloto atual da Fórmula Indy que já esteve na Fórmula 1. E o japonês, vencedor do GP de Long Beach há duas semanas, deu uma simples explicação sobre o porque desistiu de rodar o mundo no circo de Bernie Ecclestone e prefere competir na categoria norte-americana: “todos têm chance de vitória”.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

“Na Fórmula 1, se você não estiver em uma equipe competitiva, não poderá sonhar com pontos ou pódios, isso não é possível. Na Indy a disputa é acirrada porque todos os carros têm o mesmo chassi. É motivante porque, uma vez que você entra no cockpit, pode de fato vencer”, afirmou Sato em entrevista coletiva realizada nesta sexta-feira, no Anhembi.

Vice-líder do campeonato com 93 pontos, atrás somente do brasileiro Helio Castroneves, o japonês elogiou o circuito de rua montado em São Paulo e disse que está focado agora em repetir o bom desempenho de Long Beach pelo restante do ano.

Veja também: Indy volta a SP com três brasileiros e novidades no sistema de pontuação

“Não vejo nenhuma razão para não sermos competitivos aqui. É hora de mudar sobre vencer uma corrida e olhar para a temporada. Cada final de semana você tem que ser o melhor do melhor”, falou o piloto da AJ Foyt.

Leia ainda: Trânsito na Marginal Tietê trava por causa da Indy, mas CET relata normalidade

Com a vitória na última etapa, Sato se tornou o primeiro japonês a vencer na história da Indy. Na categoria desde 2010, sua melhor posição havia sido um terceiro lugar, justamente em São Paulo. Na F1, o piloto conseguiu apenas um pódio. Foi no GP de Estados Unidos, em 2004, com a extinta BAR.

Power luta para manter hegemonia
No Brasil, porém, quem reina é Will Power. O australiano da Penske venceu as três edições anteriores da São Paulo Indy 300. Mas sua sorte parou aí: ele não triunfa em uma corrida desde então e, com 62 pontos, é o oitavo na tabela.

“Definitivamente precisamos de um bom final de semana para ajudar no campeonato”, resumiu Power.

Leia tudo sobre: takuma satoindyindycarsp indy 300

compartilhe

Tamanho do texto

notícias relacionadas