Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Árbitros paulistas terão no estadual comunicador da Copa do Mundo

Com dois auxiliares extras atrás dos gols, a comunicação será feita com rádio que deixa o canal aberto o tempo todo

Marcel Rizzo, iG São Paulo |

Os árbitros paulistas usarão comunicadores diferentes a partir deste sábado, quando começa o Paulistão. É o mesmo modelo utilizado pelos trios que participaram da última Copa do Mundo, em 2010, na África do Sul. A diferença para o aparelho antigo é que o canal é aberto e o assistente não precisa apertar qualquer botão para chamar o árbitro.

“É uma vantagem porque você ouve toda a conversa do sexteto. Antigamente eram canais diferentes e você só conversava com uma pessoa diretamente. Desta forma todo o grupo sabe o que está acontecendo”, disse Marcos Marinho, chefe de arbitragem da Federação Paulista de Futebol (FPF).

O aparelho, chamado VOK-REF-05, foi comprado justamente para facilitar a comunicação entre os seis árbitros que estarão em campo. Além do trio normal e do árbitro reserva, mais dois auxiliares, que ficarão atrás dos gols, também usarão ( leia mais sobre o sexteto aqui ). A FPF não revela quanto gastou, mas estima-se algo em torno de R$ 200 mil para compra e manutenção.

“Não ficaremos conversando o tempo todo, porque é impossível trabalhar desta maneira. Mas será importante para avisar de um pênalti, um puxão , algo que passe despercebido num primeiro momento. O fato de todos ouvirem a conversa favorece a compreensão do lance”, disse o árbitro Sálvio Spínola Fagundes Filho.

Os dois assistentes extras jaó estão sendo usados em outros torneios pelo mundo, com aval da Fifa. Na Liga Europa, o segundo principal torneio do continente, jogos têm tido problema de comunicação, apesar de o sexteto também usar o VOK-REF-05. Lances que o árbitro acaba marcando porque precisa de agilidade, mas sem entender direito o que o assistente passou.

“Nós usamos nos jogos simulados que fizemos (partidas de categorias de base) e o comunicador funcionou muito bem. Se algum jogador xinga dentro da área, por exemplo, o assistente do fundo avisa e nós podemos repreender. Acho que os jogadores pensarão duas vezes agora antes de simular ou xingar”, disse Rodrigo Braghetto, escalado para o jogo de abertura do Paulista neste sábado, entre Linense e Santos, 19h30, em Lins.


 

Leia tudo sobre: Campeonato Paulista 2011SantosPalmeirasCorinthians

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG