Recordista sul-americana não decepcionou no Troféu Brasil e chegou à frente de Rosângela Santos

O almejado recorde não veio, mas a vitória de Ana Cláudia Lemos da Silva nos 100m rasos do Troféu Brasil de Atletismo, sim. Recordista sul-americana da prova, ele venceu a competição nacional, disputada em São Paulo nesta sexta-feira, com o tempo de 11s34, à frente de Rosângela Santos, que anotou 11s36, e Franciela Krasucki, que completou o pódio ao completar a distância em 11s56.

"Eu estou feliz pelo ouro, por poder ajudar minha equipe e ter corrido na minha média. Estou com um ritmo consistente muito bom e o próximo passo é o recorde sul-americano", disse Ana Cláudia, dona da melhor marca da América do Sul na prova, 11s15, estabelecida em setembro de 2010, durante o troféu FPA. "Não deu aqui, espero fazer isso no Mundial", completou a velocista.

No Campeonato Mundial de Daegu, na Coreia do Sul, que começa a ser disputado no fim de agosto, Ana Cláudia está classificada para disputar os 100m e 200m rasos e o revezamento 4x100m pelo Brasil. Como a quantidade de provas é grande, ela ainda não sabe se competirá todas, ou se tentará se poupar para o revezamento, em que a equipe nacional tem chances de conquistar uma medalha.

"Ainda não conversei com o [Katsuhico] Nakaya [técnico] para decidir isso, mas acho que vamos fazer isso só lá no Mundial mesmo", explicou. Atualmente, Ana tem vaga nos Jogos Pan-americanos de Guadalajara por ser líder do ranking nacional dos 100m e dos 200m rasos, mas almeja obter o índice para a competição continental, para não correr o risco de ser surpreendida por alguma rival e não se classificar.

"Teoricamente eu estou no Pan, mas vou tentar fazer o índice para me garantir. Minha prioridade é fazer o melhor tempo da minha vida no Mundial e depois pensar no Pan-americano", afirmou.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.