Atacante peruano ficou na Alemanha e não esteve presente no desfile dos campeões do mundo em São Paulo nesta terça

Paolo Guerrero não retornou com os campeões do mundo de clubes para São Paulo, mas não foi esquecido na festa que a torcida fez para recepcionar o Corinthians nesta terça-feira. Durante todo o dia, os corintianos reviveram o gol marcado pelo centroavante peruano diante do Chelsea na decisão do Mundial de Clubes da Fifa .

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Já na Base Aérea do Aeroporto de Guarulhos, onde o Corinthians desembarcou por volta de 7 horas (de Brasília), os torcedores comemoravam o feito de Guerrero. Um telão exibia repetidas vezes o gol marcado pelo centroavante, para a alegria de quem acordou cedo para aguardar a chegada da equipe.

Guerrero também foi lembrado quando o trio elétrico que levou os jogadores do Corinthians pelas ruas de São Paulo parou na Praça Campo de Bagatelle, na Zona Norte de São Paulo. O veículo reproduziu o gol anotado pelo peruano na voz dos mais variados locutores. A torcida vibrava novamente com cada um deles.

Os companheiros de Guerrero aderiram à festa da torcida. Foram eles quem puxaram o coro de "matador" para o centroavante, rapidamente adotado pelo público. Mais tarde, com a ajuda do cantor Thiaguinho, pediram para que todos se abaixassem e só levantassem quando uma locução anunciasse mais uma vez o gol da final do Mundial de Clubes.

Ex-jogador do Hamburgo, Guerrero aproveitou a conexão do Corinthians na Alemanha para seguir à cidade e resolver problemas particulares. O peruano disse que sentia o fato de não poder se unir aos demais na comemoração em São Paulo. "Mas vou me imaginar lá", prometeu. Se ele não tiver cumprido o discurso, havia milhares de pessoas para não deixa-lo esquecido em meio à festa.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.